Mirabaud Patrimoine Vivant entra no capital da Le Coq Sportif

A Le Coq Sportif vê entrar um novo acionista no seu capital. A casa mãe da marca desportiva francesa, a sociedade de investimentos suíça Airesis, liderada por Marc-Henri Beausire, anunciou que o fundo de investimentos Mirabaud Patrimoine Vivant fez um investimento de 10 milhões de euros na Le Coq Sportif. A chegada deste acionista deverá "permitir que a marca continue o seu atual desenvolvimento industrial e desportivo", disse a Airesis num comunicado.


As vendas da Le Coq Sportif aumentaram no ano passado - Le Coq Sportif

O fundo foi criado em 2017 por Renaud Dutreil, antigo ministro francês responsável pelas Pequenas e Médias Empresas e pelo comércio de 2002 a 2007, que também passou pela LVMH, e por Luc-Alban Chermette, com o apoio da empresa suíça Mirabaud Asset Management, dirigida por Lionel Aeschlimann. A sua vocação é investir em empresas com ‘património vivo’ em França, na Suíça e em toda a Europa, e dispõe de um orçamento de 50 milhões de euros para o seu primeiro veículo. Além da contribuição financeira, a Mirabaud Patrimoine Vivant pretende também fornecer consultoria estratégica.
 
"O nosso investimento na Le Coq Sportif é emblemático da nossa estratégia, que se apoia em três princípios: apoiar um empreendedor credível, valorizar o savoir-faire de produção, particularmente o francês, e desenvolver a reputação de uma marca que traz inovação e valores criativos. Marc-Henri e as suas equipas fizeram um trabalho notável, conjugando o respeito pelas raízes industriais, desportivas e territoriais da Le Coq Sportif.”

A Le Coq Sportif alcançou um volume de negócios superior a 120 milhões de euros em 2018, com um Ebitda de mais de 4,5 milhões. A marca tem vindo a ampliar a sua presença no patrocínio desportivo. Depois do Tour de France e de equipas de futebol com AS Saint-Etienne e Fiorentina, tornou-se a fabricante de equipamentos da seleção francesa de rugby e formou uma parceria com a equipa de Fórmula 1 da Renault. Fora da Europa, anunciou recentemente um acordo com o clube de futebol brasileiro Atlético Mineiro. Para o exercício em curso, a marca visa um volume de negócios de 135 milhões de euros e uma margem operacional de 4%.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

EsporteNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER