×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
10 de set. de 2021
Tempo de leitura
5 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Milano Fashion Week: foco em sustentabilidade, talentos emergentes e diversidade & inclusão

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
10 de set. de 2021

Está quase tudo pronto para a próxima edição da Milano Fashion Week - Moda Donna, dedicada às coleções para a primavera-verão 2022, que será realizada de 21 a 27 de setembro com uma mistura de eventos físicos e virtuais: o calendário inclui 65 desfiles de moda (dois deles duplos), dos quais 42 presenciais e 23 digitais; 75 apresentações (56 presenciais e 19 digitais); e 33 eventos, 29 dos quais presenciais e quatro digitais. 


Milano Fashion Week com foco em sustentabilidade, talentos emergentes e diversidade & inclusão - DR


"Esta edição de coleções femininas – da Milano Fashion Week Women’s Collection – marca um momento de renascimento que temos o prazer de celebrar com a cidade de Milão", disse Carlo Capasa, presidente da Camera Nazionale della Moda Italiana (CNMI). "Através do denso programa de iniciativas que criámos em colaboração com muitos parceiros e os nossos membros, a CNMI continua o seu caminho para a realização de objetivos ambiciosos: contribuir para agilizar a mudança sustentável na indústria da moda, acelerar a evolução multicultural do nosso país com vista à diversidade e à inclusão, e promover o talento dos melhores designers emergentes na cena nacional e internacional".
 
Além de retornos prestigiados, incluindo o da Cavalli com o diretor criativo Fausto Puglisi, Moncler e Boss, o evento representa a estreia no calendário de Milão de várias marcas, quer com desfiles de moda (MM6 Maison Margiela, Luisa Spagnoli, Hui, Vitelli, Joy Meribe e Maison Alvine Demanou) e apresentações (Colville, Cormio, Quira, Andreadamo, Defaince by Nicola Bacchilega, Roberto Di Stefano, Aniye By, Iuri, Traffico, Radica Studio, Airin Tribal e ATXV).

Entre as exposições e celebrações previstas estão a do 40.º aniversário do nascimento da marca Emporio Armani; a do 20.º aniversário da coleção Nudo da Pomellato; a dos 50 anos de carreira de Chiara Boni; e a do 60.º aniversário da Marcolin.
 
A Camera Nazionale della Moda Italiana anuncia também o reinício do seu evento institucional dedicado à moda sustentável, que em 2022 assumirá o novo nome "CNMI Sustainable Fashion Awards" e recompensará as empresas que se tenham distinguido particularmente pela adoção de princípios de sustentabilidade na indústria da moda.


Edição limitada de óculos Web Eyewear da Marcolin, que celebra o 60.º aniversário na Milano Fashion Week - DR


Sobre o tema da sustentabilidade, além disso, no dia 21 de setembro às 15h00, a CNMI e a Ethical Fashion Initiative do International Trade Center, juntamente com a United Nations Alliance for Sustainable Fashion, darão vida à palestra digital "Milan Climate & Fashion Talks - A message from the Milan Fashion Week to the Milan Climate pre-COP26". Carlo Capasa, Simone Cipriani (oficial das Nações Unidas que criou e administra a Ethical Fashion Initiative do International Trade Center, que é uma agência conjunta das Nações Unidas e da OMC) e representantes das agências da ONU discutirão questões de sustentabilidade, tendo em vista a  COP26 agendada para outubro.

A CNMI anunciará também a criação de um "ESG Due Diligence Framework", uma ferramenta de avaliação de sustentabilidade gratuita para todas as empresas de moda, que é desenvolvida em conjunto com a Ethical Fashion Initiative do International Trade Center.
 
O CNMI Fashion Hub (aberto ao público de 21 a 27 de setembro no Museo della Permanente no número 34 da via Filippo Turati) acolherá dois eventos sob o signo da Inclusividade. A terceira edição de "Black Lives Matter in Italian Fashion", um projeto resultante da colaboração entre a CNMI e o Black Lives Matters in Italian Fashion-Collective, oferecerá a cinco novos talentos do BIPOC (Black Indigenous People of Color) a oportunidade de apresentarem as suas coleções em um desfile de moda digital, que abrirá a Milano Fashion Week.

Como parte da iniciativa "Fashion Bridges - I Ponti della Moda" (envolvendo a Embaixada Italiana em Pretória, Polimoda, ICE Agenzia, South African Fashion Week, Centro di Firenze per la Moda Italiana e Nelson Mandela Forum Firenze), quatro antigos estudantes da Polimoda (Domenico Orefice, Ilaria Bellomo, Julian Cerro e Alessia Dovero) juntaram-se a quatro jovens estilistas da South African Fashion Week (Jacques Bam, Fikile Zamagcino Sokhulu, Sipho Mbuto e Michael Peter Reid) e irão apresentar as suas coleções-cápsula no Fashion Hub. Milão será o primeiro passo de uma colaboração que continuará na África do Sul, no final de outubro, durante a Johannesburg Fashion Week.


O português Gonçalo Peixoto vai apresentar a sua coleção no Senato Hotel Milano, juntamente com uma seleção de designers emergentes - @goncalopeixotoficial / Instagram


O Fashion Hub acolherá também a quarta edição do "Designers for the Planet", uma iniciativa que promove o talento de três marcas emergentes (Tiziano Guardini, Gilberto Calzolari e Re-generations) empenhadas no desenvolvimento de coleções eco conscientes; e a sexta edição do "Budapest Select", um evento organizado em colaboração com a Hungarian Fashion & Design Agency, envolvendo quatro marcas húngaras com as suas criações: Alma, Kata Szegedi, Nini e Zia Budapest. No dia 24 de setembro às 13 horas haverá o Salão Especial SS22 Budapest Select, com as marcas Abodi, Cukovy, Elysian e Kata Szegedi.
 
Os talentos emergentes serão também os protagonistas no dia 26 de setembro às 16 horas, como parte da sétima edição do Milano Moda Graduate, um evento dedicado à excelência das escolas de moda italianas. Os nove finalistas apresentarão as suas coleções a um júri internacional de empresários, jornalistas e compradores, que decidirão o vencedor. Ainda sobre o tema dos jovens estilistas, a CNMI renova a sua colaboração com a Rinascente com o lançamento do "Milano Fashionable Project": de 22 a 26 de setembro, as marcas Amotea, Des Phemmes, Federico Cina, Froy e Traffico terão um dia cada uma no espaço de eventos no quarto andar da Rinascente Duomo, para apresentar uma prévia de suas coleções para a primavera-verão 2022 não somente aos insiders mas também aos consumidores finais, que poderão pré-encomendar as peças de vestuário em exposição.

Finalmente, como de costume, o Senato Hotel Milano vai disponibilizar os seus espaços para as apresentações de uma seleção de designers emergentes (o marroquino Karim Daoudi; a nigeriana Joy Meribe; a natural da República do Burúndi, Fabiola Manirakiza, da marca Frida.Kiza; o sul-africano Rich Mnisi; o português Gonçalo Peixoto; e os italianos Francesco Gentile e Chiara Catone da Gentile Catone; e Salvatore Vignola).
 
Todos os eventos do calendário poderão ser acompanhados no site milanofashionweek.cameramoda.it, a plataforma lançada por ocasião das semanas de moda digitais, que será ampliada a nível mundial graças a vários parceiros internacionais, bem como visível em uma enorme tela na Piazza San Babila.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.