×
Publicado em
26 de ago. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Mercado de revenda registra crescimento em 2022, impulsionado pela Geração Z

Publicado em
26 de ago. de 2022

Em meio às mudanças no comportamento e hábitos do consumidor, o mercado de revenda continua a crescer, aponta o Luxury Resale Report (Relatório de Revenda de Luxo) de 2022, elaborado por The RealReal, o maior marketplace de revenda de produtos de luxo autenticados do mundo. A plataforma conta com mais de 28 milhões de membros e mais de 26 milhões de itens já foram vendidos até o momento.


The RealReal


Em particular, o estudo destaca como a revenda continua a atrair compradores, já que o número de pessoas familiarizadas com a revenda aumentou 27% em relação ao ano passado. A base de membros do RealReal cresceu 23% no primeiro semestre do ano, somando 5,3 milhões de novos compradores desde 2021. Além disso, os clientes estão comprando mais, pois o número de itens comprados aumentou 44% no ano passado.

“Em um mundo atualmente repleto do desconhecido e do inesperado, os consumidores estão encontrando escapismo com a confiabilidade e a capacidade de descoberta do mercado de segunda mão”, explicou Rati Sahi Levesque, diretor executivo co-interino, presidente e diretor de operações de The RealReal.

“Com as restrições de oferta do mercado primário, os problemas de inflação e a aceleração da crise climática, compradores e consignadores estão vendo o valor econômico, ambiental e emocional da revenda. Por meio da revenda, os consumidores estão se tornando cada vez mais experientes, explorando novas áreas de investimento e se envolvendo com a circularidade mais do que nunca.”

Quando à demografia, a Geração Z visitou The RealReal em 35% a mais do que no ano passado, tornando-se o maior público. Ainda assim, os Millennials são a maior geração de revenda, representando o maior volume de compradores e vendedores na plataforma.

Em relação aos produtos mais procurados, enquanto a Geração Z gastou 186% a mais em pingentes, os Millennials gastaram 107% a mais em anéis de noivado sem marca. A Geração Z também apostou em minissaias e na Cartier, enquanto os Millennials compraram calças práticas e a marca Patek Philippe.

No primeiro semestre de 2022, a plataforma também viu as vendas de colecionáveis ​​crescerem 78%. Em particular, a demanda por roupas vintage colecionáveis ​​aumentou 439%, superando todas as outras categorias vintage.

Em termos de marcas, a Balenciaga experimentou o maior crescimento de demanda, um aumento de 41% ano a ano, com a Geração Z sendo a principal impulsionadora. Da mesma forma, a Dior chegou ao top 10 pela primeira vez desde 2019, com um aumento de 31% ano a ano, e a bolsa Vintage Icon Gucci Blondie foi considerada a “It Bag” de 2022.

“Não é surpresa ver que Christian Dior e Balenciaga são nossos shifters de lista mais notáveis ​​este ano. Ambas as marcas têm dois temas comuns: o ressurgimento de suas bolsas icônicas e o apelo das celebridades. A bolsa Lady Dior, popularizada pela princesa Diana nos anos 90, voltou a ser procurada, desta vez entre todas as faixas etárias”, explicou Sasha Skoda, diretora sênior de moda feminina e joalheria da The RealReal.

“Celebridades como Bella Hadid e Cardi B foram vistas vestindo designs icônicos criados por John Galliano para a Dior, levando a marca ao top 5 em apenas dois anos. A Balenciaga trouxe Justin Bieber e Kim Kardashian como embaixadores, criando um apelo generalizado e trazendo a marca de volta ao top 10.”

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.