×
Publicado em
27 de jul. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Marni vai apresentar desfile na Semana da Moda de Nova York

Publicado em
27 de jul. de 2022

A Semana de Moda Feminina de Nova York está se tornando cada vez mais atrativa. Seguindo os passos de outras empresas, a Marni, de propriedade do grupo italiano de moda de Renzo Rosso, OTB, decidiu desfilar na Big Apple na noite de 10 de setembro com sua coleção primavera-verão 2023, conforme revelou à imprensa seu diretor artístico, Francesco Risso.


Look do último desfile milanês para a temporada outono- inverno 2022/23 - Marni


“Este desfile faz parte de uma nova estratégia iniciada após os bloqueios de 2020, com o desejo de explorar novos territórios”, explicou a marca, confirmando o anúncio feito por Francesco Risso à Vogue Business, sem revelar o local do desfile.
 
O evento será acompanhado por ativações nas três lojas da marca em Nova York e será novamente encenado com o artista e diretor criativo iraniano-americano Babak Radboy e o músico anglo-americano Dev Hynes.

Em setembro de 2020, Marni lançou seu "Manifesto", desfilando suas criações para o verão de 2021 por todo tipo de pessoa em várias metrópoles internacionais, de Dakar a Tóquio, filmando-as e transmitindo o evento digitalmente. Buscando se aproximar de sua comunidade, a casa orquestrou um show memorável em Milão um ano depois, no qual participaram sua equipe e também o público.
 
O evento em Nova York deverá permitir à marca “aproximar-se do seu público”, como explicou Francesco Risso, revelando a intenção de “sair em digressão”. Nova York deve, portanto, ser a primeira etapa de uma turnê que levará Marni a deixar as passarelas milanesas para desfilar pelo mundo. Depois dos Estados Unidos, a marca irá para a Ásia em fevereiro.
 
Marni é a mais recente marca a anunciar sua mudança para Nova York em setembro. A Fendi também estará presente com um show especial para comemorar os 25 anos de sua bolsa Baguette. Tommy Hilfiger retornará após três anos, assim como a marca italiana Chiara Boni, que após a pandemia optou por desfilar em janeiro passado em Florença, e Puma, que retorna à Big Apple após cinco anos de ausência com um desfile "phygital" que combinará esporte e moda. Sem esquecer a Cos, a marca premium do grupo sueco H&M, que vai desfilar pela primeira vez na passarela de Nova York.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.