Marchesa renasce em Barcelona

A marca de Georgina Chapman e Keren Craig começa sua redenção na Espanha. Após desaparecer dos tapetes vermelhos no outono de 2017, em meio ao escândalo relativo às denúncias de assédio sexual envolvendo o produtor de cinema Harvey Weinstein, então marido de Chapman, a Marchesa voltou para os holofotes. A marca apresentou o desfile de sua coleção "Marchesa Bridal Couture", e foi protagonista da edição de 2019 da Valmont Barcelona Bridal Week.


Marchesa desfilou durante a "Bridal Night" da VBBFW - VBBFW

No distrito de Barcelona de Les Corts, o Palácio Real de Pedralbes, que já foi residência da Família Real, Museu da Cerâmica e Museu de Têxtil e Vestuário, hospedou na quarta-feira (24) à noite em seus jardins o primeiro desfile de moda noiva da Marchesa na Europa. Um desfile de vestidos de noiva prêt-à-porter para a primavera-verão de 2020, em um cenário que já foi usado para a recepção do casamento da infanta Cristina e Inaki Urdangarin em 1997.

Ao som de música francesa como a “Canopée" de Polo & Pan e "Le temps de l’amour”, de Françoise Hardy, as modelos desfilaram entre orquídeas as peças inspiradas no poema "Pathways" de Rainer Maria Rilke. Fiéis ao estilo romântico da marca, os vestidos abusaram de volumes fluidos e silhuetas construídas a partir de flores de organza. Cachoeiras de pétalas, mangas bufantes, véus como capuz e detalhes como penas ou pérolas declinadas em branco, cinza ou lilás, em desenhos de corte de princesa que deram lugar a modelos curtos ou com aberturas nas laterais, mais contemporâneos.

"Estamos muito empolgadas com a oportunidade e a honra de apresentar com exclusividade no Barcelona Bridal Night nossas criações de uma forma muito próxima e direta", comentaram as estilistas antes do desfile, que contou com a presença das atrizes Juana Acosta e Irene Montalà, do designer Juan Avellaneda, da socialite Mar Flores e da influenciadora Gigi Vives na primeira fila.

Fundada em 2004, a Marchesa se tornou rapidamente uma das marcas de referência em eventos de tapete vermelho…que lhe viraram as costas em solidariedade ao movimento "Me Too". Agora, a marca das estilistas baseadas em Nova York se desprende do passado de Weinstein e aposta na reintrodução europeia, que começou no último Inverno vestindo várias atrizes espanholas nos Prêmios Goya. Sua participação no VBBFW, evento de referência do setor nupcial, deve marcar um novo capítulo na história da Marchesa. Possivelmente com menos atrizes de Hollywood e mais noivas.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

CasamentoDesfiles
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER