×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
18 de jan. de 2018
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Marcas emergentes abrem a Semana da Moda de Paris

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
18 de jan. de 2018

A semana da moda parisiense começou com um clima cinzento, mas com uma grande audiência, que incluiu Amanda Lear e a equipe de Manko Paris como convidados no desfile de Adolfo Gómez e sua marca Palomo Spain. O espanhol foi o encarregado de iniciar o programa da semana e apresentou sua coleção inspirada no universo da caça e nos retratos de Velázquez em um apartamento na Place des Vosges.


Namacheko


Namacheko organizou uma atmosfera radicalmente diferente à noite, no espaço Niemeyer, nomeado em homenagem ao arquiteto brasileiro da praça Coronel Fabien, sede do Partido Comunista. Na Câmara do Conselho Nacional, sob uma impressionante cúpula branca, Dilan Kurr, de nacionalidade sueca e origem curda, apresentou a segunda coleção no calendário da marca fundada com sua irmã Lezan, em um ambiente mais descontraído, com uma escolha musical um pouco soporífica.

Uma moda gráfica e clássica, inspirada na paleta de cores do pintor Francis Bacon, que brincou com materiais quentes como lã, Kvadrat, seda, couro, misturando as origens dos designers com uma visão contemporânea da roupa, até mesmo futurista, para se concentrar em volumes, cortes e sobreposições.

Além disso, para concluir este primeiro dia, o coletivo por trás da GmbH se reuniu no Aérosol, um ponto street-art do 18º arrondissement e antigo armazém da SNCF. Um desfile ao ar livre que surpreendeu a todos, com chuvas torrenciais, mas protegido do vento.


Desfile da GmbH


A atmosfera do espetáculo combinou perfeitamente com o espírito berlinês que o grupo liderado pelo fotógrafo de origem norueguesa e paquistanesa, Benjamin Alexander Huseby (colaborador das revistas Dazed e Purple, que também trabalhou com Adidas e Lanvin), e o designer alemão de origem turca, Serhat Isik.

Depois de ter dedicado suas coleções de julho ao sonho utópico de uma Europa sem fronteiras, ecoando suas raízes e a riqueza do Oriente Médio, a GmbH se inspirou, para este novo espetáculo, nas últimas descobertas sobre as origens dos Vikings.

Sem dúvida, este foi o desfile mais bem sucedido do dia, com música mais estimulante (um remix em música eletrônica da cantora alemã Nico), com muitos moletons com capuz e motivos nórdicos com ar esportivo e motocross. Também merecem destaque seus ternos com cortes avantajados, calças de diversos tipos, incluindo PVC, jeans, prata, em cintura alta e combinadas com jaquetas de veludo. O resultado foi uma coleção inspirada e extremamente sexy.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.