Marca americana Nasty Gal declara sua falência

A americana Nasty Gal, marca fundada em 2006 por Sophia Amoruso, amanheceu a quinta-feira, 10, formalizando a apresentação do seu pedido de falência. A empresa vai precisar de uma reestruturação, assistida pelo governo americano.

Visual Nasty Gal - Foto: nastygal.com
 
Para isso, Sophia Amoruso deixou o posto de presidente-executiva. Sheere Waterson, atual CEO, ficará encarregada de lidar com as dívidas, além de outras questões estruturais da marca.
 
Nos últimos dois anos, a Nasty Gal passou por alguns escândalos, como a acusação de infração de direitos autorais de criadores de moda como Alexander Wang, além de processos trabalhistas iniciados por ex-colaboradores. Todos esses fatores acabaram influenciando na situação atual da empresa.
 
A marca nasceu como uma loja de peças 'vintage' na plataforma on-line eBay, quando Sophia tinha apenas 22 anos. Ela é conhecida como uma das únicas mulheres dos Estados Unidos que construíram sua fortuna a partir do zero.
 
Quanto ao futuro da marca de moda Nasty Gal, ainda não existem certezas, porém, a empresa garante que este não é o seu fim.

Copyright © 2018 UseFashion. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER