Mapic optará pela Turquia, Brasil ou India?

Magic
Nathalie Depetro
O salão Mapic, cuja edição de 2011 acontecerá em Cannes de 16 a 18 de novembro, poderá optar pelos mercados emergentes com forte atividade. É o que anuncia Nathalie Depetro, diretora do salão de imóveis comerciais confirmando assim as ambições adquiridas no longo período trabalhando para Reed Exhibitions.

Ainda que se trate apenas de um projeto, a diretora já identificou o país que para ela se prestaria melhor para a etapa seguinte: a Turquia. “ Penso que há muitas coisas a fazer por lá,' explicou Nathalie Depetro para FashionMag.com. “Este é um mercado muito maduro em termos de conexões para este nível de atividade”.

O lançamento do Mapic no estrangeiro responderia a uma observação: se o evento de Cannes pode recuperar seu nível de freqüência pré crise, não é necessariamente a meta a buscar. “Precisamos de alguns anos para voltar a ter 12.000 visitantes”, afirma a diretora do salão. “Mas, além dos números, não estou certa de que esta seja a vocação do Mapic. Se houver muitas pessoas, assumimos o risco de ser contraproducentes”.

E enquanto o Mapic tem a intenção de aumentar sua frequência em 10% na edição que se inicia 16 de novembro, alguns mercados se mostram particularmente promissores. "Há um forte crescimento, ou até mesmo uma certa euforia na China, no Brasil, na Índia, na Turquia ou na Rússia", explica Nathalie Depetro. “Basta olhar a Índia, com seus 300 shoppings em construção, ou a participação russa que sobe 60% com a chegada de novos investidores”.

Uma progressão na qual a Turquia participa amplamente, o número de profissionais turcos fazendo o caminho para Cannes para esta edição do Mapic cresceu em 80%. Um bom presságio, atendendo as reflexões em curso na Reed Exhibitions.

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Salões de Moda
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER