×
Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
25 de mai. de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Macy's perderá 1 bilhão de dólares no trimestre devido ao confinamento

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
25 de mai. de 2020

A empresa norte-americana, Macy’s Inc., informou que com suas lojas fechadas devido à pandemia de coronavírus, ela pode acumular perdas operacionais de até 1,11 bilhão de dólares no primeiro trimestre.



"Prevemos que nossa recuperação nas vendas será gradual e que, por um período de tempo, seremos uma empresa menor", disse o CEO Jeff Gennette durante uma teleconferência com investidores na última quinta-feira (21).
 
A crise de saúde mundial forçou varejistas com lojas físicas a usar linhas de crédito, demitir funcionários e suspender dividendos e recompras, numa tentativa de limitar as perdas em meio ao fechamento de lojas.

Apenas neste mês, vários varejistas, incluindo J Crew, J.C. Penney e Neiman Marcus Group, entraram em processo de falência após não conseguirem lidar com as incertezas do mercado e o aumento das dívidas.

A Macy's, que fechou suas 775 lojas em 18 de março, contratou o banco de investimentos Lazard Ltd para explorar opções para fortalecer suas finanças, informou a Reuters no mês passado.
 
Embora as vendas online tenham ajudado, elas não foram suficientes para compensar as perdas relacionadas ao fechamento de lojas, e as vendas de roupas foram “brandas”, de ternos a vestidos, disse Jeff Gennette. No entanto, segundo o CEO, joias finas, artigos infantis e itens para a casa foram categorias que tiveram um desempenho melhor durante a pandemia.
 
A empresa continuará monitorando o comportamento do consumidor e expandindo suas ofertas de alimentos embalados e muito mais, disse Gennette.
 
Macy's, a maior operadora de lojas de departamento dos Estados Unidos em vendas, espera um prejuízo operacional entre 905 milhões e 1,11 bilhão de dólares no primeiro trimestre, e vendas entre 3 bilhões e 3,03 bilhões de dólares, abaixo dos 5.5 bilhões de dólares registrados no mesmo período do ano passado. A perda exclui ágio estimado em caixa não-caixa e encargos por redução ao valor recuperável de ativos no trimestre.
 
A varejista de 161 anos começou a reabrir suas em 4 de maio. Até o dia 21 de maio, quase 190 lojas da Macy's e Bloomingdale's, rede que pertence à Macy's, foram reabertas. A Macy's espera reabrir a maioria de suas lojas no final de junho, incluindo sua flagship na Herald Square, que se estende por um quarteirão inteiro no coração de Manhattan, na cidade de Nova York.

A empresa espera divulgar mais detalhes sobre o desempenho preliminar do primeiro trimestre em 9 de junho, e divulgar o lucro do período em 1º de julho.

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.