×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
8 de jul. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

LVMH nomeia Vanessa Moungar diretora de diversidade e inclusão

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
8 de jul. de 2021

À semelhança de outros players do luxo, a LVMH está empenhada em reafirmar o seu interesse na diversidade e na inclusão. Uma questão "no centro das prioridades dos recursos humanos" do grupo francês. Nesse contexto, acaba de recrutar uma diretora de “Diversidade e Inclusão”, a franco-chadiana Vanessa Moungar, conhecida pelo seu compromisso com a justiça social no mundo.


Vanessa Moungar - LVMH


Moungar entrou para o grupo de luxo no início de julho e trabalhará em estreita colaboração com todas as partes interessadas, bem como se reportará diretamente a Chantal Gaemperle, diretora de recursos humanos e sinergias da LVMH. A sua missão será supervisionar a coordenação global de todas as iniciativas relacionadas com a diversidade e a inclusão para a totalidade do grupo. Para isso, contará com uma rede já ativa de líderes de diversidade e inclusão bem estabelecidos em diferentes regiões, bem como com iniciativas próprias das maisons da LVMH nesta matéria, indicou a empresa em comunicado.
 
Formada em administração de empresas pela Paris Business College, do grupo INSEEC, e com um mestrado em gestão geral pela Harvard University, em Boston, a jovem de 36 anos, que cresceu entre o Chade e França, comprometeu-se desde muito cedo a ajudar a acelerar a transformação na África.

Enquanto estudante, abriu com um amigo uma empresa de consultoria, a AV Consulting, para apoiar jovens empreendedores em África e no Médio Oriente com missões de consultoria. Chegada aos Estados Unidos, conseguiu emprego na start-up nova-iorquina agroalimentar Terrafina, onde passou oito anos, ocupando diferentes cargos até se tornar diretora de vendas e marketing.
 
Em 2013 mudou-se para a Suíça para integrar o World Economic Forum, plataforma internacional conhecida sobretudo pela cimeira de Davos, onde se tornou responsável pelas relações público-privadas para as regiões da África Central e Ocidental.

Em 2017, instalou-se na Costa do Marfim, em Abidjan, para ocupar o cargo de diretora do departamento de Gênero, Mulher e Sociedade Civil do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD). Paralelamente, durante o verão de 2017, foi convidada a participar no Conselho Presidencial Francês para África instituído por Emmanuel Macron, no qual ainda se encontra.

A LVMH está há alguns anos envolvida na questão da diversidade, tendo, em 2019, nomeando Malika Savell diretora de diversidade cultural-parcerias e engajamento. Esta última deixou o grupo em 2020 para se tornar responsável pela diversidade, equidade e inclusão da marca italiana Prada. A gigante francesa criou igualmente o cargo de vice-presidente de diversidade e inclusão para a América do Norte no ano passado, que confiou a Corey Smith.

Sobre a nova contratação, Chantal Gaemperle comentou: “Vanessa trará a sua vasta experiência para levar a nossa ambição nesta área para o próximo nível e acelerar os nossos esforços para moldar continuamente uma cultura mais diversa e inclusiva na LVMH.” Assim como a LVMH e a Prada, várias outras marcas se dotaram de um diretor de diversidade no ano passado, da Gucci à Kering passando pela Chanel.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.