×

LVMH adquire participação no curtume italiano Masoni

Por
Ansa
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 23 de dez de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O grupo de luxo LVMH continua investindo na Itália. A mais nova aquisição da empresa francesa é uma participação minoritária no pacote de ações do curtume Masoni Industria Conciaria SpA, com sede em Santa Croce sull'Arno (Florença), que foi vendido pelo fundador da empresa, Fabrizio Masoni, para a LVMH Métiers d'Art.


@lineapelle


"Com esta operação, a LVMH Métiers d'Art está comprometida em apoiar e garantir investimentos de longo prazo no curtume Masoni SpA, com o objetivo de consolidar a criatividade e inovação artesanal, a força empreendedora e o desenvolvimento internacional", informara ambas empresas em um comunicado conjunto.

Os 60 funcionários da empresa italiana serão mantidos e haverá a possibilidade de expansão da força de trabalho. Fabrizio Masoni fundou a empresa em 2001 e, atualmente, ela conta com uma área total de 10.500 metros quadrados, e uma produção de 600.000 metros quadrados (dados de 2018).

"Com esta operação, Fabrizio Masoni deseja criar uma parceria construtiva com um sócio com o qual há uma estima mútua há muito tempo e está comprometido em continuar administrando a empresa com os novos cargos de presidente do conselho de administração e CEO". Nesta função, ele será apoiado pelo novo conselho composto por Marco Pessi, Federica Martini e dois representantes da LVMH Métiers d'Art.

O grupo francês, que agora é proprietário de 75 maisons de moda, não é iniciante neste tipo de operação: ele se comprometeu em implementar uma estratégia global de desenvolvimento sustentável com fornecedores, graças ao projeto LVMH Métiers d'Art. No passado, ele se juntou aos irmãos Koh para desenvolver o curtume Heng Long em Cingapura; em 2012 ele adquiriu os curtumes franceses Roux; e em 2015 adquiriu uma participação no curtume espanhol Riba-Guixà.

Copyright © 2020 ANSA. Todos os direitos reservados.