Luxottica: terceiro trimestre tem aumento de 2,9% volume de negócios graças ao varejo e ao e-commerce

Em 30 de setembro, a Luxottica encerrou o terceiro trimestre de seu ano fiscal com um volume de negócios de 2.215 milhões de euros, um aumento de 2,9% à taxa de câmbio corrente. (+ 3,5% à taxa de câmbio constante). Nos primeiros nove meses de 2018, o volume de negócios da empresa diminuiu 4,5% à taxa de câmbio corrente (+ 1,3% a câmbio constante), atingindo 6.767 milhões de euros.


E-shop da Ray-Ban
 
O crescimento foi impulsionado, especialmente, pelo varejo, que registrou um aumento de 4,9% para 1.483 milhões de euros, e o e-commerce (+ 16% à taxa de câmbio constante), sobretudo graças às marcas Ray-Ban, Sunglass Hut e Oakley. À taxa de câmbio corrente, o atacado apresentou uma leve queda de -1% (+ 0,9% a câmbio constante).
 
Todas as áreas geográficas registraram evoluções positivas, com exceção da América Latina que, após anos de crescimento, apresentou queda de 1,2% à taxa de câmbio constante, devido, principalmente, à uma contração no atacado do Brasil. As receitas na América do Norte cresceram 3,7% à taxa de câmbio constante, na Europa, elas aumentaram 4% (graças, principalmente, à França, Reino Unido, Turquia e ao Leste Europeu, bem como ao crescimento de dois dígitos no varejo), e na região Ásia-Pacífico elas aumentaram 5%.
 
Estamos muito felizes com os resultados deste trimestre, com crescimento nos principais países e em todos os canais. Estamos mantendo um excelente equilíbrio entre desenvolvimento e rentabilidade, provando que as estratégias globais e a qualidade de execução estão dando os resultados esperados", comentou Leonardo Del Vecchio, presidente executivo da Luxottica. "A fase de renovação estratégica que o Grupo realizou nos últimos três anos fortaleceu o modelo de negócios verticalmente integrado e incentivou a simplificação organizacional, aumentando a velocidade de tomada de decisão e a precisão da execução. Os excelentes resultados obtidos são uma base sólida para realizar o processo de integração com a Essilor".
 
A empresa confirmou a previsão de um crescimento de cerca de 2% para 2018.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

ÓculosNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER