×
Por
Reuters
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
16 de mai. de 2018
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Lucro da Carrefour Brasil decepciona e provoca queda nas ações

Por
Reuters
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
16 de mai. de 2018

As ações da Carrefour Brasil, maior varejista de alimentos do país, caíram mais de 4% na terça-feira (15), após a divulgação de resultados trimestrais abaixo das expectativas dos analistas.


Reuters


O lucro líquido do primeiro trimestre foi de 332 milhões de reais, um aumento de 66,8% em relação ao ano anterior, mas abaixo da estimativa de 359 milhões de reais do consenso da Reuters.

O crescimento da Carrefour Brasil no trimestre foi impulsionado pelo segmentos de comércio eletrônico, produtos não-alimentícios e crédito, um dos principais focos dos executivos nos últimos meses, segundo o diretor financeiro Sebastien Durchon em conversa com jornalistas.

Ainda assim, uma carga tributária maior, um aumento em algumas categorias de despesas e uma deflação dos alimentos persistente na maior economia da América Latina prejudicaram o resultado final da empresa.

Enquanto a Carrefour Brasil conseguiu conter alguns custos operacionais. As despesas relacionadas à vendas e questões gerais e administrativas na unidade Carrefour Varejo caíram 1,4% no ano, mas a empresa não se saiu tão bem em outras categorias de despesas.

Os analistas do Itaú BBA, liderados por Thiago Macruz, apontaram um aumento em “outras despesas”, que incluem custos relacionados à vendas de ativos e questões judiciais. Macruz também observou a significativa carga tributária da empresa, que subiu 53% em termos anuais.

Como nos trimestres anteriores, a Carrefour Brasil também foi retido pela teimosa deflação de alimentos no Brasil de 4% no primeiro trimestre, de acordo com estatísticas do governo. Em números reportados anteriormente, as vendas totais subiram modestos 0,4%.

A empresa manteve a previsão de inauguração de 20 novas lojas Atacadao no ano de 2018, 20 lojas de conveniência Express, e 10 supermercados Market.

A Carrefour Brasil também prometeu expandir seu mercado online, no qual os varejistas de terceiros podem vender através dos sites da Carrefour, para 20% de suas vendas de e-commerce até o final do ano, acima dos 11% atuais.

Entre os pontos positivos, o segmento de e-commerce da empresa representou 6,3% do total de vendas no primeiro trimestre, acima dos 3% do ano passado.

O segmento de crédito da empresa também apresentou fortes resultados, com ganhos antes de juros, impostos, depreciação e amortização, que saltaram cerca de 25% no mesmo período.

As ações da Carrefour Brasil caíram 4,2%, para 15,57 reais, no pregão matinal, sua maior perda desde o início de fevereiro.

© Thomson Reuters 2022 Todos os direitos reservados.