×
Por
Europa Press
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
3 de mar de 2020
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Lucro da Beiersdorf, proprietária da Nivea, caiu 1,4% em 2019, para 718 milhões de euros

Por
Europa Press
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
3 de mar de 2020

A empresa alemã de produtos cosméticos e adesivos, Beiersdorf, registrou um lucro líquido atribuível de 718 milhões de euros em 2019, o equivalente a uma queda de 1,4% em relação ao ano anterior.


AFP


O CEO da multinacional, Stefan De Loecker, alertou que, embora a situação do coronavírus seja "dinâmica", seu impacto nos negócios da Beiersdorf "ainda não pode ser quantificável".

As vendas da empresa proprietária da marca de produtos para a pele, Nivea, cresceram 5,8% até dezembro, totalizando 7.653 bilhões de euros. Por área geográfica, o volume de negócios na Europa foi de 3.757 bilhões de euros, um aumento de 2,3%, enquanto na América ele foi de 1.372 bilhão de euros, + 8,3%. As receitas na África, Ásia e Austrália atingiram 2.524 bilhões de euros, +10,1%.

O custo dos produtos vendidos cresceu 4,8% no ano todo, para 3.221 bilhões de euros, enquanto as despesas de marketing e vendas cresceram 7,3%, para 2.666 bilhões de euros. Por outro lado, os custos gerais e administrativos aumentaram 3% para 416 milhões de euros, enquanto as despesas em pesquisa e desenvolvimento (P&D) aumentaram 12,2%, para 236 milhões de euros.

Copyright © 2021 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.