×
Publicado em
18 de jan de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Louis Vuitton promove David Ponzo à direção comercial

Publicado em
18 de jan de 2021

A dança das cadeiras continua na LVMH. Apenas uma semana após colocar Anthony Ledru à frente da Tiffany & Co, o gigante de luxo anunciou a nomeação de David Ponzo como diretor-geral adjunto responsável pelas atividades comerciais globais da Louis Vuitton, um cargo anteriormente ocupado pelo novo CEO da joalheria americana.


A boutique da Louis Vuitton inaugurada pouco antes do Natal em Cortina d'Ampezzo (Itália) - Louis Vuitton


Desde outubro de 2015, David Ponzo é o responsável pelas atividades da Louis Vuitton no Japão, onde será substituído por Nicolas Villeger. O gestor é assim promovido a uma posição-chave, uma vez que supervisionará a vasta rede de 460 boutiques e lojas eletrônicas da maison.
 
Este último tem sido capaz de dar uma boa utilidade às suas competências durante sua rica experiência internacional, ocupando vários cargos de gestão na Ásia, alternadamente na Omega, na Swatch e finalmente na Louis Vuitton, à qual se juntou em 2016 como presidente da região do Japão, e onde o seu trabalho tem sido notado pela alta gestãodo gigante de luxo.

Em ma nota interna, o CEO da Louis Vuitton, Michael Burke, que na última semana assumiu o cargo presidente não executivo do conselho de administração da Tiffany & Co., elogiou a promocao: "Durante os últimos cinco anos, David liderou com sucesso uma equipe de gestão japonesa sinônimo de excelência. Ajudou a desenvolver a sofisticação e a atratividade da nossa marca, cultivando clientes locais, concentrando-se em produtos premium, organizando muitos eventos e exposições de luxo, e orientando a abertura de lojas (...). A energia e o impulso que inspirou no seio das suas equipes permitiu-nos voltar a ter um bom desempenho no Japão".
 
Nicolas Villeger, que o sucede à frente do Japão, tem também uma vasta experiência nos mercados asiáticos, que frequenta há mais de 20 anos. Para este licenciado da École Centrale de Paris, trata-se de uma espécie de regresso à galáxia LVMH, o que o fez partir  para Tóquio em 1996, em uma missão de 16 meses.
 
Enquanto esteve no país, o gestor trabalhou sucessivamente em posições de responsabilidade para a Shiseido, Estée Lauder e Longchamp. Ainda na Ásia, passou a formador, trabalhando em Singapura, Coreia do Sul e Japão. Após uma estadia na Tesla, regressou à LVMH, assumindo a gestão do negócio da DFS duty-free no Japão e na Coreia em 2017 até  janeiro. Ultimamente, ele tem se concentrado na sua própria empresa de consultoria, Tradentry.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.