Louis Vuitton experimenta vitrines digitais para apresentar sua nova coleção

"Cartões postais futuristas", é assim que Nicolas Ghesquière nomeou suas vitrines digitais, apresentadas em doze lojas internacionais da Louis Vuitton. Paris, Londres, Nova York, Los Angeles, Hong Kong, Pequim, Xangai, Milão e Tóquio contam, desde o dia 23 de fevereiro, com essas instalações virtuais criadas pela cenógrafa Es Devlin, sob a direção artística de Nicolas Ghesquière, designer do prêt-à-porter da marca francesa de luxo.
 
Vitrines da loja Louis Vuitton da Place Vendôme, em Paris. - Louis Vuitton

Imaginadas como "vitrines espaço-temporais", elas tem o objetivo de apresentar a possível cidade do amanhã. "Na era do Antropoceno, precisamos mais do que nunca nos projetar em direção ao futuro para nutrir empatia pelos cidadãos do amanhã, uma irracionalidade que é abstrata ainda hoje. No entanto, cada uma das nossas decisões irá afetar as ruas e o ar que respiram. Assim que as vitrines da Louis Vuitton forem percebidas como um portal espaço-temporal, começaremos a entender esse processo de mudança perspectiva", explicou Es Devlin.

Nas vitrines, monitores apresentam videos do artista americano Mike "Beeple" Winkelmann, que criou estampas exclusivas para o desfile de primavera-verão 2019, mas também modelos em movimento.

O desfile de moda outono-inverno 2019/20 da Louis Vuitton vai encerrar a Semana da Moda de Paris na terça-feira, 5 março de 2019. De acordo com Bernard Arnault, CEO da LVMH, as vendas da marca “ultrapassaram mais de 1 bilhão de euros" em 2018, e representaram mais de 20% do faturamento do grupo, com 46,8 bilhões de euros. 
 

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosDistribuiçãoCampanhas
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER