Líder-gestora do Lab Moda Sustentável fala sobre os desafios do setor

Lançado em janeiro 2017, o Lab Moda Sustentável (LMS) é uma iniciativa formada por cerca de 40 lideranças do setor, entre costureiras, acadêmicos, representantes do varejo e da indústria. Em entrevista ao Fashion Network, Lucilene Danciguer, líder-gestora do LMS, conta que agora as iniciativas estão se tornando projetos e a plataforma alçando um outro patamar de colaboração buscando ampliar o número de participantes, de ações e conexão com outros movimentos engajados na causa da moda sustentável. Confira a seguir:


Lab Moda Sustentável: iniciativa inédita no País tem a proposta de transformar os principais desafios do mundo da moda nacional - Divulgação


FASHION NETWORK: Vocês elaboraram a Teoria de Mudança, em que define a visão, os resultados esperados e os impactos que o Lab Moda Sustentável (LMS) quer ver no mundo da moda nacional até 2027. Quais são os principais pontos desse conceito?

Lucilene Danciguer:
A Teoria de Mudança busca melhores condições de vida e trabalho na moda, com maior equidade de gênero, raça e território de origem; também estabelece fortalecer a rentabilidade das pequenas e médias empresas do setor. Outro objetivo é fazer com que os consumidoras/es estejam mais orientadas/os por padrões de consumo conscientes; assim como promover a utilização de recursos naturais de forma mais inteligente e sustentável. Buscamos ainda tornar mais disponíveis os recursos financeiros para soluções de impacto; e pautar políticas públicas favoráveis à inovação e ao desenvolvimento sustentável do setor. Por fim, pretendemos deixar as relações de compra e venda mais sustentáveis e justas ao longo da cadeia e reduzir a informalidade no setor.

Quais são os maiores desafios da indústria da moda com relação a sustentabilidade?

Lucilene Danciguer: Vivemos num planeta com recursos finitos e em meio às mudanças climáticas, precisamos transformar a maneira como produzimos e fazemos negócio e precisamos fazer isso rapidamente. Um dos desafios é conhecer o tamanho e o mapa dos problemas no país, assim como as soluções possíveis e disponíveis para dar escala e velocidade a elas. Principalmente, considerando que estamos falando de uma cadeia pulverizada e complexa, com realidades bastante distintas nos diversos polos espalhados pelo país.
 
Além de entender quais impactos são gerados, há o desafio de repensar e redesenhar a cadeia, desde a produção até o pós-consumo em termos de uso de água e energia, emissões de carbono, toxicidade, desperdício e descarte de materiais, bem como entender quais soluções temos disponíveis e como podemos regenerar recursos e ecossistemas, desenvolvendo modelos de negócios circulares e regenerativos.
 
O que é possível de ser feito a curto prazo?

Lucilene Danciguer: O que o Lab Moda Sustentável está buscando é contribuir para uma cultura de colaboração e inovação nos próximos anos que permita ao setor enfrentar os desafios de forma genuína, corajosa e sistêmica, definindo metas de mudanças, testando soluções e avançando com os aprendizados para poder escalar e acelerar as respostas. Os problemas e as oportunidades exigem ação colaborativa e coordenada para alcançar resultados concretos no médio e longo prazo.
 
Custa mais ser sustentável ou isso é algo do passado?

Lucilene Danciguer: Ainda custa mais porque temos de pagar o custo da mudança, seja de desenvolvimento de tecnologia, cultural, de gestão, de planta produtiva, de processo e de formação profissional. Contudo, várias experiências já estão provando que, uma vez testado o modelo, os benefícios começam a se traduzir em maior produtividade, qualidade e lucratividade.
 
Por exemplo, um modelo de negócio circular pode gerar oportunidades para baixar custos dos insumos, vindo de outras partes do processo e do descarte, que viram insumo para outros processos e até para outras indústrias. Assim, gerando mais recursos.

Quais as próximas ações do Lab Moda?
 
Lucilene Danciguer: As atividades previstas em 2019 são um encontro nacional de toda a equipe dias 14 e 15 de agosto em São Paulo; acompanhamento e recurso para as iniciativas continuarem se desenvolvendo na forma de projetos; comunicação via site e mídias sociais; e desenvolvimento de mecanismos de financiamento para a moda sustentável.
 

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

ModaIndústria
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER