Levi Strauss: vendas trimestrais aumentam 7%

A Levi Strauss anunciou na terça-feira um aumento de 7% no seu volume de negócios trimestral: a marca americana de jeans registou uma progressão nas vendas em todos os seus mercados - especialmente nos continentes americano e asiático - e em todos os seus canais distribuição.


As vendas trimestrais da Levi Strauss aumentaram 7% - Levi Strauss

Segundo a empresa, a taxas de câmbio constantes o volume de negócios chegou a subir 11%.
 
"No que diz respeito ao nosso volume de negócios a taxas de câmbio constantes, registámos o nosso sexto trimestre consecutivo de crescimento de dois dígitos", congratulou-se Chip Bergh, CEO da Levi Strauss & Co. "Este crescimento aplica-se aos nossos três principais mercados e a todos os nossos canais de distribuição, provando que as nossas estratégias estão a funcionar e que os nossos investimentos estão a dar frutos."
 
A receita líquida da empresa chegou a 1,43 bilhão de dólares (1,27 bilhão de euros) no trimestre encerrado a 24 de fevereiro, contra 1,34 bilhão de dólares (1,19 bilhão de euros) no mesmo período do exercício anterior. A fabricante de denim havia previsto corretamente que o seu volume de negócios trimestral se situaria entre 1,42 e 1,44 bilhão de dólares.

A receita líquida reportada relacionada com as atividades da empresa dirigidas diretamente ao consumidor aumentaram 10%, principalmente devido ao forte desempenho e expansão da sua rede de retalho, bem como ao crescimento das suas atividades e-commerce. A empresa indica que no final do primeiro trimestre operava mais 70 lojas do que no mesmo período do ano passado.
 
Na mesma linha, as vendas da empresa por atacado aumentaram 5%.
 
Por região, a receita líquida aumentou 9% no continente americano, graças ao forte desempenho nas vendas por atacado e nas vendas diretas aos consumidores em toda a região.

Na Europa, o volume de negócios líquido aumentou 3%, e na Ásia 8%, com esta última a beneficiar do bom desempenho dos canais tradicionais de venda por atacado, franchises e vendas diretas aos consumidores.
 
A Levi Strauss também indicou que o lucro líquido chegou aos 146,6 milhões de dólares (130,1 milhões de euros) ou 37 cêntimos por ação no trimestre, comparado com uma perda de 19 milhões de dólares (quase 17 milhões de euros ) ou 5 cêntimos por ação um ano antes, quando a empresa teve que pagar uma despesa tributária pontual.

Este foi o primeiro relatório de atividades publicado pela Levi Strauss desde a sua entrada em bolsa no final do mês passado.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

DenimNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER