×
Por
Jornal T
Publicado em
5 de mai. de 2017
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Lectra consagra digitalização do corte de couro

Por
Jornal T
Publicado em
5 de mai. de 2017

A Lectra afirmou o seu papel de maior parceiro da indústria 4.0 e da transformação de couro para o setor automóvel na 3.ª edição do evento Go Digital que realiza anualmente em Bordéus e que foi consagrada à digitalização dos processos de corte de couro.


Representantes de mais de 20 países estiveram recentemente reunidos no l’International Advanced Technology and Conference Center de Lectra à Bordeaux-Cestas para explorar as novas oportunidades e ofertas para a digitalização da cadeia de valor do couro no automóvel, tanto na parte industrial como na vertente do consumidor.

Os especialistas da indústria e os clientes da Lectra , número um mundial nas soluções tecnológicas para a utilização de tecidos, couro, têxteis técnicos e materiais compósitos no setor automóvel, ficaram seduzidos com as perpectivas apresentadas em Bordéus.

Como organização na vanguarda do movimento da Indústria 4.0, o objetivo da Lectra na realização deste evento é ajudar a indústria de pele para automóvel a preparar-se para as mudanças futuras, aprendendo mais sobre as tecnologias vitais que precisam implementar, bem como a adotar práticas mais colaborativas, ágeis e eficientes.

“Apesar dos players do setor automóvel saberem que a transformação 4.0 está a caminho, muitos não sabem como o fazer,” comenta Norbert Audéoud, especialista em Excelência Operacional e Transformação Estratégica.

“Refletindo juntos na transformação 4.0 tornará a tarefa menos custosa para os produtores de interiores em pele, enquanto surgem grandes oportunidades de melhorias no desempenho e desenvolvimento do negócio.”

Na opinião de Benny Daniel, Diretor Consultor da Frost & Sullivan, o evento Go Digital sublinha a urgência das empresas em planear e executar a sua transformação 4.0. “A indústria automóvel é ferozmente competitiva e a digitalização do setor de produção fará a paisagem mais incerta. Agindo agora, os players do setor automóvel podem assegurar que não ficam para trás assim que a corrida acelere.”

Do ponto de vista de Henning Gathmann, da AUDI AG, novas formas de fazer negócio e de gerir fábricas vão trazer também novas formas de responder às exigências dos consumidores. “A economia conectada está a tornar possível satisfazer expectativas dos consumidores com novos métodos, inovadores e inspirados pela tecnologia. Este evento proporciona-nos uma oportunidade única de partilhar a nossa visão de mercado com os fornecedores.”

Alberto Silvagni, responsável pela divisão automóvel do Grupo Mastrotto, partilhou com outros fornecedores de pele para automóvel a experiência bem sucedida da sua empresa na transformação digital.

“Competir numa cadeia de fornecimento conectada requer uma abordagem mais flexível. Agora que temos a nossa sala de corte digitalizada, o nosso próximo passo é aumentar a automação em todos os processos do cliente, para lhes fornecer informações em tempo real.”

O evento clarificou a importância de fomentar a interação no ecossistema de pele para automóvel numa altura critica de transformação 4.0 dos fornecedores. “As relações na indústria são centrais para o nosso sucesso”, assinala Céline Choussy Bedouet, Diretora de Marketing e Comunicação da Lectra.

“Fornecer respostas a questões de grande alcance como a transformação 4.0 é uma parte do que fazemos ao desenvolver tecnologias avançadas e serviços especializados criando valor para os nossos clientes”.

Copyright © 2016 Jornal T

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.