Lacoste: o retorno do Croc Monsieur René Lacoste

A última grande estréia da temporada na Semana da Moda de Paris foi a da Lacoste. A britânica Louise Trotter apresentou seu primeiro desfile para a marca francesa no Le Tennis Club, em Paris.


Ver o desfile
Lacoste - Outono / Inverno 2019 - Moda Feminina - Paris - © PixelFormula

Conhecida como uma estilista conceitual com experiência comercial, Louise Trotter se juntou à Lacoste depois de trabalhar na Joseph, onde recebeu críticas muito positivas e registrou vendas muito boas ​​durante um período de nove anos.

Como qualquer novo diretor criativo de uma marca francesa histórica, ela mergulhou nos arquivos da Lacoste e seu desfile foi uma reinterpretação muito respeitosa do estilo do fundador da marca, o tenista René Lacoste.

"René Lacoste era um homem naturalmente elegante. Então eu acredito que a Lacoste tem que ser uma marca esportiva elegante", disse Louise Trotter, sucessora de Felipe Oliveira Baptista.

Quase todos os primeiros 15 looks do desfile misto eram bege areia: jaquetas trespassadas masculinas para mulheres, parkas alongadas ou suéteres com nervuras que terminavam no meio da coxa. Como na época do fundador, os homens vestiram ternos cool com calças indulgentes e blazers clássicos de dois botões.

A paleta de cores de Louise Trotter era muito real: bege clássico, verde da cor do gramado de uma quadra tênis, branco puro e azul profundo. Seus volumes eram impressionantemente extravagantes, com várias camisas que foram transformadas em vestidos plissados.


Ver o desfile
Lacoste - Outono / Inverno 2019 - Moda Feminina - Paris - © PixelFormula

Uma figura notavelmente elegante, René ganhou o apelido de "Le Crocodile" por sua bolsa de tênis feita com o material, o que o levou a costurar o desenho em sua camisa esportiva de colarinho macio. Ele teve tanto sucesso que a maioria das pessoas ainda chama a peça de camisa Lacoste.

As primeiras versões foram bordadas em vez de costuradas, então Louise Trotter brincou com essa história, e criou diversas camisas grandes, nas quais os fios do logotipo se estendiam através do torso. Ela fez o mesmo com as camisas sem mangas, outra ideia popularizada por René.

"A Lacoste é mais do que apenas uma marca. Seu logotipo de jacaré é mais que um ícone, ou até mesmo uma estrela do rock ", concluiu Trotter no backstage.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

EsporteDesfiles
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER