×
Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
29 de out. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

L’Oréal: vendas em alta impulsionadas pela divisão de luxo

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
29 de out. de 2019

As vendas do grupo francês de cosméticos L’Oréal cresceram de forma acentuada no terceiro trimestre (+ 11%) e atingiram um "nível recorde" que não era observado há dez anos. O resultado foi impulsionado, principalmente, pela divisão Luxe, informou o grupo em comunicado na terça-feira (29). O volume de negócios de julho até o final de setembro atingiu 7,183 bilhões de euros (+7,8% à taxa de câmbio e perímetro constantes).


Loja da Kiehl's - Kiehl's


A L'Oréal "continua superando os números de um mercado de beleza ainda muito dinâmico. Esse forte ritmo de crescimento foi mantido em um ambiente que permaneceu misto", disse Jean-Paul Agon, CEO do grupo, em comunicado.

Em detalhes, a L'Oréal Luxe, divisão dedicada aos produtos de beleza premium, com suas marcas Lancôme, Yves Saint Laurent, Giorgio Armani e Kiehl's, liderou o crescimento (+18,4%, para 2.752 bilhões de euros).  A divisão de dermocosméticos, Active Cosmetics, com as marcas La Roche-Posay, Vichy, SkinCeuticals e CeraVe, também teve um crescimento acima da média do mercado (+16,3% para 606,4 milhões de euros).

A principal divisão do grupo, de produtos de consumo de massa, registrou um aumento sólido, embora mais modesto, de 5,2% (ou 2,7% à taxa de câmbio e perímetro constantes), para 3.003 bilhões de euros. A divisão de produtos profissionais registrou um aumento de 6,1%, para 821,1 milhões de euros. No consolidado, as vendas da L'Oréal totalizaram 21,99 bilhões de euros nos primeiros nove meses do ano, um aumento de 10,7%, ou 7,5% em dados comparáveis.

Por região, a Ásia-Pacífico liderou os resultados, com aumento de 27,1% nas vendas, para 2,28 bilhões de euros, tornando-se o principal mercado da L'Oréal. A China, assim como a Índia, Malásia e Indonésia continuaram crescendo fortemente, com um aumento de dois  dígitos em todas as divisões. A América do Norte registrou um aumento de 4,1%, mas uma queda de 1,3% à taxa de câmbio e perímetro constantes.

"Em um contexto de mercado difícil, a divisão de Produtos de Consumo continua muito penalizada por sua forte exposição ao mercado de maquiagem atualmente lento, mas está experimentando um bom crescimento na categoria de cuidados com a pele graças à L'Oréal Paris", afirmou o grupo. A Europa Ocidental registrou crescimento de 3,9% (+3,2% à taxa de câmbio e perímetro constantes), para 1,928 bilhões de euros, beneficiando-se principalmente do crescimento das marcas Kiehl's e Giorgio Armani no terceiro trimestre.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.