L’Oréal registra crescimento inferior ao esperado no segundo trimestre

A L’Oréal anunciou na terça-feira (31) que registrou um crescimento abaixo do esperado na receita do segundo trimestre, devido à contração nas vendas da América do Norte, onde a demanda por produtos de maquiagem diminuiu.


L'Oréal registrou crescimento inferior ao esperado no segundo trimestre

No entanto, assim como seus concorrentes, como a americana Estée Lauder, a empresa francesa líder mundial em cosméticos conseguiu se beneficiar da demanda sustentada na Ásia, uma área geográfica que agora se tornou seu principal mercado, que demonstra grande interesse por marcas premium, particularmente na China.

Outras regiões se mostraram mais problemáticas: o desempenho do grupo na América do Norte foi fraco durante o trimestre, após um início de ano difícil, com queda de - 1,1% nas vendas comparáveis entre abril e junho.

"A América do Norte continua sendo penalizada pela queda na venda de produtos de maquiagem", disse Jean-Paul Agon, CEO da L'Oréal, em comunicado. “Os negócios na Europa Ocidental estão progredindo em um mercado que continua difícil", acrescentou.

Em geral, o grupo francês registrou aumento de 9,8% em seu volume de negócios entre abril e junho, para 7,26 bilhões de euros. O crescimentoem dados comparáveis foi de 6,8%, enquanto os analistas esperavam um aumento de cerca de 7,4%.

No primeiro semestre, o lucro operacional aumentou 12,1%, para 2,88 bilhões de euros. No final de junho, sua margem operacional atingiu o recorde de 19,5%.
 

Traduzido por Novello Dariella

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

CosméticaEstéticaBeleza - DiversosNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER