×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de abr. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Kenzo: Charaf Tajer, da Casablanca, deverá ser o novo designer

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de abr. de 2021

A maison Kenzo estará prestes a nomear Charaf Tajer, fundador da marca Casablanca, como o seu novo designer, segundo fontes consultadas pelo FashionNetwork em Paris. Charaf Tajer  irá substituir o português Felipe Oliveira Baptista, cuja saída da maison parisiense foi anunciada na segunda-feira (26).


Charaf Tajer - Photo: Casablanca


A Kenzo, que faz parte do gigante conglomerado francês do luxo LVMH, declarou, ao anunciar a saída de Felipe Oliveira Baptista, que havia decidido não renovar o contrato do diretor criativo. Tecnicamente, este deixará o cargo ao fim de apenas dois anos, em 30 de junho de 2021.
 
Um porta-voz da Kenzo recusou-se inicialmente a comentar a escolha de Charaf Tajer, mas posteriormente enviou uma mensagem de texto ao FashionNetwork.com dizendo que esta nomeação não correspondia à verdade. Um responsável de comunicação que trabalha com a Casablanca declarou: "Não é algo que eu posso comentar."

Outro nome referido para o cargo na Kenzo é o da designer francesa independente Marine Serre. No entanto, de acordo com fontes bem informadas, a LVMH gosta da ideia do enérgico Charaf Tajer dirigir a maison fundada em 1976 pelo falecido Kenzo Takada.

Charaf Tajer lançou a sua própria marca de moda Casablanca com uma coleção primavera-verão 2019 em junho de 2018. Para a sua primeira apresentação, o criador escolheu o salão da sua mãe em Belleville, o animado bairro no norte de Paris. Atualmente, apenas cinco temporadas depois, a Casablanca vende os seus produtos em mais de 200 lojas em todo o mundo, incluindo boutiques de alta gama como Browns, United Arrows, Maxfield, Smets e Isetan. Celebridades como Gigi Hadid, Kendall Jenner e Hailey Bieber já foram vistas usando peças Casablanca.
 
No ano passado, a marca de Charaf Tajer, que tem registrado um rápido crescimento, apresentou o seu primeiro desfile no calendário oficial da Fédération de la Haute Couture et de la Mode. Um reconhecimento significativo do seu crescimento explosivo e do seu estilo reconhecível.

Mantendo o ímpeto, Charaf Tajer organizou em janeiro, durante a temporada de moda masculina de Paris, um desfile em vídeo filmado no Traveller's Club, uma mansão do século 19 construída por uma cortesã nos Champs-Élysées. A coleção contou com um elenco fictício de pilotos de Grand Prix, amantes e glamazons. Para as mulheres: capas com bandeiras vermelhas xadrez, blusas de seda ou ainda elegantes fatos reminiscentes dos anos 70. Os homens da Casablanca - um elenco diversificado, refletindo a França contemporânea - usavam versões masculinas do terninho Chanel ou calças Ralph Lauren amarelas e rosa e smokings em trompe-l'oeil. O logotipo com o duplo C entrelaçado de Charaf estava por todo o lado.

 


Charaf Tajer também é um especialista em estampas, combinando arte gótica, ilustrações de carros de corrida e design retrô. Nada tímido, ele até fez uma aparição no seu próprio vídeo, tocando piano com um casaco de arlequim vermelho e branco.
 
A Casablanca apresentou também uma coleção de tênis em colaboração com a New Balance. Embora com sede em Paris, metade da equipe criativa e da direção de Charaf Tajer vive em Londres. Espera-se que o designer mantenha a sua própria marca independente durante o seu tempo na Kenzo.
 
A sua estética também parece mais próxima da do fundador Kenzo Takada, famoso por suas estampas de selva e de tigres. Na verdade, sob a direção da dupla Humberto Leon e Carol Lim, da Opening Ceremony, os artigos mais vendidos da marca foram as camisas com estampa de tigre. Humberto Leon e Carol Lim, que deixaram a Kenzo em 2019, também mantiveram a sua própria marca durante a sua passagem pela Kenzo.

A escolha de Charaf Tajer reforça igualmente a estratégia geral da LVMH de escolher designers ativos nas redes sociais. E a marca Casablanca conta com 257 mil seguidores no Instagram.
 
"A Casablanca é tendência neste momento”, comentou uma fonte bem informada. “Então, a LVMH optou pelo buzz. Assim como na Vuitton e na Dior. Faz parte do mesmo padrão. De qualquer forma, provavelmente só queriam camisetas com estampas de tigre por parte de Felipe."

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.