×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
11 de jan. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

JW Anderson cancela desfile em Milão e opta pelo digital

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
11 de jan. de 2022

O designer Jonathan Anderson cancelou o seu desfile milanês na próxima semana, optando por apresentar a sua coleção masculina em formato digital.


JW Anderson - primavera-verão 2022 - Moda Masculina - Paris - © PixelFormula


A decisão representa uma grande deceção para a Milano Moda Uomo, a temporada chave da moda masculina italiana, que havia anunciado a chegada de Jonathan Anderson e da marca de moda britânica como uma expressão do poder de atratividade de Milão na moda masculina.
 
“Devido às dificuldades logísticas e ao contexto desafiador das viagens, devido aos atuais desenvolvimentos relacionados com o coronavírus, a JW Anderson apresentará a sua coleção masculina outono-inverno como um espetáculo digital”, explicou a marca de Anderson, com sede em Londres, em um breve comunicado.

“O espetáculo irá estrear através dos canais da Camera della Moda no domingo, 16 de janeiro, às 20:00 CET”, indicou a empresa. “A JW Anderson continua a apostar em Milão e voltará em junho com um desfile físico para apresentar a sua coleção masculina primavera-verão 23.”
 
Com o anúncio, Anderson soma-se a uma longa lista de desfiles programados para este mês na Itália que foram cancelados devido às preocupações com a variante Ómicron.
 
A próxima temporada de moda masculina de Milão acontecerá de 14 a 18 de janeiro, após os três dias da feira de moda masculina Pitti Umo em Florença.
 
Anderson segue o exemplo de Giorgio Armani, que cancelou seus desfiles masculinos Empório e Signature Collection em Milão, e o seu desfile de Alta Costura em Paris, no final de janeiro. 
 
Dito isto, mesmo com os cancelamentos de última hora Milão tem programados 18 desfiles ao longo de cinco dias, incluindo marcas como Zegna, Prada, Fendi, Dolce & Gabbana, DSquared2 e Etro. As marcas organizaram desfiles mais intimistas, respeitando as restrições sanitárias exigidas pela pandemia.
 
Na semana passada, o Pitti Uomo anunciou que o evento da sua empresa convidada em Florença, Ann Demeulemeester, havia sido adiado para o verão. O espetáculo havia sido planejado como uma retrospectiva interativa para celebrar o 40.º aniversário da marca belga.
 
Por outro lado, um incondicional assíduo do Pitti Uomo, Brunello Cucinelli, retirou-se da feira, para fazer sua apresentação em um showroom em Milão.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.