×
96
Fashion Jobs
CAMICADO
Product Owner - E-Commerce - Aplicativo App Mobile - Camicado
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Analista de Business Intelligence bi - Tecnologia - Camicado
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Product Owner - Operações de E-Commerce - Site/ App - Camicado
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Product Owner - E-Commerce - Site - Camicado
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Product Owner - E-Commerce - Omnichannel - Camicado
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Cidade de São Paulo
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Center Shopping Uberlândia
Efetivo - CLT · Uberlândia
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Del Rey
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Uberaba
Efetivo - CLT · Uberaba
AMARO
Compliance Analyst
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
YOUCOM
Gerente de Loja Especializada | Youcom
Efetivo - CLT · Itajaí
AMARO
Gerente de Guide Shop - Campinas (Iguatemi)
Efetivo - CLT · Campinas
AMARO
Category Planning Analyst
Efetivo - CLT · São Paulo
AMARO
Banco de Talentos - Comunidade Negra
Efetivo - CLT · São Paulo
AMARO
Android Developer
Efetivo - CLT · São Paulo
AMARO
Banco de Talentos - Comunidade Lgbtqi+
Efetivo - CLT · São Paulo
AMARO
Banco de Talentos - Mulheres em Tecnologia
Efetivo - CLT · São Paulo
AMARO
Ios Mobile Developer
Efetivo - CLT · São Paulo
YOUCOM
Gerente de Loja Especializada Youcom
Efetivo - CLT · São Leopoldo
YOUCOM
Consultor de Vendas - Youcom
Efetivo - CLT · Ponta Grossa
YOUCOM
Consultor de Vendas - Youcom
Efetivo - CLT · Blumenau
YOUCOM
Consultor de Vendas Senior Youcom
Efetivo - CLT · Belo Horizonte

Jean-Paul Gaultier ou a arte de dizer adeus

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
24 de jan de 2020
Tempo de leitura
4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Jean-Paul Gaultier se despediu do mundo da moda esta quarta-feira, o último dia completo da temporada parisiense de alta costura, com um desfile monumental apresentado no Théâtre du Châtelet em Paris, fechando a cortina sobre 50 anos de carreira na moda.


Jean Paul Gaultier - primavera-verão 2020 - Alta Costura - Paris - © PixelFormula


Boy George abriu o baile, com uma versão cativante de Back to Black, de Amy Winehouse, num palco repleto de dezenas de tops com os looks favoritos e funky do criador.
 
De repente, seis dançarinos de kilt, singlets e botas de exército apareceram como portadores, apoiando um caixão preto decorado com mamilos cónicos gigantes - lembrando o sutiã e espartilhos cónicos que Jean-Paul imaginou para Madonna na época do "Blonde Ambition" em 1990. Mas, não foi um falecido que saiu do caixão, mas sim uma noiva toda de branco, suscitando o clamor dos 1.500 espectadores reunidos no grande salão recentemente restaurado do teatro parisiense.

Prova da sua importância na moda, havia criadores em todo o lado: Dries Van Noten, Nicolas Ghesquière, Kenzo Takada, Clare Waight Keller, Viktor & Rolf, Christian Louboutin, Ulyana Sergeenko e Inès de la Fressange, que se juntaram à ovação em pé saudando o final.
 
Com quase 250 looks, esta despedida foi a oportunidade de rever uma série de modelos favoritas de Gaultier: Yasmin Le Bon, Rossy de Palma, Jade Parfitt e Erin O'Connor - além das superestrelas dos dias de hoje: Bella e Gigi Hadid e Irina Shayk.
 
"Nos últimos 50 anos, quis ser fiel aos temas que sempre me obcecaram: jeans, corpetes, marinheiros e androginia", explicou Gaultier que, embora este fosse o seu último evento na passarela, lançou uma nova linha, Haute Couture Upcycling, com um macacão justo composto por dezenas de gravatas cortadas, enquanto dois gémeos ruivos e desgrenhados vestidos com mini-casacos e collants, e pouco mais, causaram sensação com o seu desfile felino na passarela instalada sobre as oito primeiras filas do teatro.


Jean Paul Gaultier - primavera-verão 2020 - Alta Costura - Paris - © PixelFormula


Glamorosa, Karen Elson usou um vestido de espartilho adornado com dezenas de tiras, enquanto Irina Shayk se apropriou do "espartilho Madonna", ainda que a sua versão tivesse um lado de smoking.
 
Jean-Paul Gaultier dividiu o desfile em dezesseis temas - como, por exemplo, a sua icônica camiseta com listras horizontais azuis e as suas calças brancas de marinheiro. Em Gigi, a camisola foi reimaginada como um leque plissado, as calças brancas na versão com nervuras e évasé. O amor de Gaultier pelo bordado surrealista foi brilhantemente exibido num body transparente decorado com motivos florais Art Nouveau a bem da decência e usado por Bella.

E o seu sentido de trompe-l'oeil era evidente no que parecia uma soberba bainha de guipura branca, que, quando se olhava mais de perto, era composta por centenas de pequenas luvas de criança.
 
O estilista brincou com vários temas do cinema, como aconteceu numa série de looks “droogs” ao estilo Laranja Mecânica, com macacões brancos, chapéus-coco e coquilhas de couro preto. Tudo seguido por referências a Querelle de Fassbinder, com um dos companheiros de viagem mais fiéis de Gaultier, que fez uma interpretação comovente do motociclista malandro, com um casaco de couro decorado com um enorme galo vermelho num ombro.
 
"Eu queria algo muito british, e acho que consegui, certo?", declarou Gaultier, o primeiro designer a alcançar a notoriedade de uma rock star, em parte devido às suas célebres prestações no programa televisivo britânico Eurotrash

Jean-Paul chocou o mundo da moda há uma semana quando anunciou a sua partida, mas ninguém espera realmente que desapareça. O estilista permaneceu mudo sobre os seus projetos futuros, mas muitos acreditam que se dedicará mais ao teatro, após o sucesso da sua performance autobiográfica na encruzilhada entre arte e variedades, o Fashion Freak Show.

E os proprietários da sua casa de moda, a família Puig, de Barcelona, foram igualmente discretos. "Bem, temos planos para a marca. Mas, a noite de hoje é sobretudo de Jean-Paul. É triste que ele pare, mas também é uma ótima maneira de celebrar uma carreira notável”, declarou o líder do clã, Marc Puig.
 
Ondas de aplausos acompanharam muitos daqueles que participaram na apresentação, mas a ovação mais entusiasta foi reservada a Béatrice Dalle que, com um cigarro na boca, apagou a beata na passarela, arrancando até alguns aplausos de Carla Bruni, que estava sentada com Eva Herzigová na segunda fila. Karlie Kloos suscitou admiração num vestido de baile digno de deusa do cinema, feito de plástico bolha. Upcycling levado ao extremo.

"Quando eu era pequeno, a minha mãe me contou como ela usava as calças velhas e gastas do meu pai para fazer saias”, explicou Jean-Paul. “Isso me marcou. É possível adorar uma peça de roupa novamente, transformá-la. Foi isso que eu fiz desde o meu primeiro desfile, principalmente com os meus jeans. Do primeiro ao último." Ele acabou a despedida carregado por todos os modelos e pela equipe de bastidores, que chegou com ele no palco.
 
"Tudo me inspira. E continuará com as minhas novas aventuras, o melhor ainda está por vir!", concluiu o formidável couturier, que tem atualmente 67 anos.

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.