×
879
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Jacquemus: uma ode à sua mãe sensual

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 26 de set de 2017
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Três semanas após o início da temporada internacional de desfiles, a caravana chega a Paris. A primeira parada? Um desfile maravilhosamente sensual de Jacquemus, que aconteceu no Museu Picasso e foi dedicado à sua bela mãe, Valérie.
 

Jacquemus


Deve ter sido uma senhora e tanto, a julgar pela sensualidade sofisticada e beleza arrojada destas roupas. Além disso, a Madame Jacquemus conseguiu inspirar a coleção mais bonita da carreira do seu filho estilista.
 
“Acho que nunca vi a minha mãe mais bonita do que nas noites depois de um dia de praia e, provavelmente, quando estava apaixonada. Noites em que íamos caminhar pelo porto, passando pelas lojas de lembranças, cheias de brincos, cerâmicas, sarongs e fitas de cabelo. Era sobre essa mulher que eu queria falar nesta temporada. “La Bombe”, como dizemos no Sul”, disse o designer Simon Porte Jacquemus.

Jacquemus é uma espécie de estilista cult na França, conhecido pelo seu sentido de volumes exagerados e conceitos peculiares. Por isso, foi ótimo vê-lo reduzindo suas silhuetas para fazer roupas tão charmosas, usadas por um elenco de modelos que claramente adoravam a roupa que vestiam. O que é sempre um bom sinal num desfile.
 
Um excelente exercício de puro drapeado: as blusas simples, saias envelope, pequenos vestidos de cocktail em algodões monocromáticos e os jerseys, todos envolviam adoravelmente o tronco. Delicado, mas ainda assim super sexy. O estilista contrastou estes looks puros com pequenas micro bolsas e acessórios assimétricos. Os sapatos e os brincos nunca combinavam. Ferro forjado gótico ou bolas futuristas nos saltos dos sapatos; folha de ouro e grossos quadrados pretos misturados nos brincos.

Em um exemplo de gestão inteligente, Jacquemus organizou o desfile no último dia dos desfiles de Milão, quando tradicionalmente os críticos, estilistas e editores aproveitam para respirar fundo, tomar um longo banho e recuperar energias para a última etapa, em Paris. O que significa que Jacquemus foi o único desfile nesta segunda feira, em Paris. À medida que uma série de equipes de televisão o rodeavam no pátio do museu, no Marais, a chuva começou subitamente a cair. Mas, nada poderia roubar o calor deste desfile e da sua after-party, que se prolongou até às 2am.
 
Em resumo, foi uma maneira maravilhosa de recordar uma mãe amada. Simon desenhou um vestido em linho bege para a sua mãe Valérie, quando tinha apenas sete anos. A mãe vestiu-o no dia seguinte, para o levar à escola.
 
“As ideias parecem simples, mas o drapeado foi muito complicado. Toda a gente me associa a roupas muito construídas, mas eu queria luz e simplicidade nesta estação. Todos os brincos foram inspirados na mobília e nas cortinas da minha mãe, que ela mudava frequentemente. Por isso é que não podiam combinar uns com os outros”, explicou o estilista, enquanto caiam as primeiras gotas de chuva.
 
Tragicamente, Valérie Jacquemus faleceu aos 42 anos, num acidente de carro, quando o seu filho Simon tinha apenas 18 anos. Regressando a Paris, vindo da sua pequena cidade, Bramejean, ao norte de Marselha, Simon fundou a sua marca pouco depois. Sua mãe foi a sua primeira e maior entusiasta e só poderia ter ficado imensamente orgulhosa de ter um filho capaz de criar uma coleção tão encantadora.
 
Deve ter sido uma senhora e tanto.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.