JW Anderson: jardim Zen elegante com um toque de Beckett

Na JW Anderson, a palavra de ordem foi voltar aos essenciais, ainda que os essenciais de Jonathan Anderson sejam construções perversamente complicadas - roupas que podem, e devem, ser usadas de várias maneiras diferentes.


Ver o desfile
JW Anderson - outono-inverno 2019 - Moda Feminina - Londres - © PixelFormula

A decoração não poderia ter sido mais sucintamente “despida”. Chegou a ser quase minimalista. Inspirada por um jardim Zen em Tóquio, com pedras antigas aninhadas num tapete de lã, o público foi acomodado sobre a cena.
 
"Eu queria esta ideia de pessoas a olharem de cima para as nuvens e para as montanhas", explicou o designer norte-irlandês num círculo de 20 críticos de moda após o desfile nos bastidores.
 
Casacos com ombros estilo pagode com cintos de ilhós emparelhados com calças enormes; maravilhosos boleros chesterfield em xadrez com mangas gigantescas; refinadas capas ao estilo Florence Nightingale; e uma série de vestidos extraordinários - finalizados com furos recortados, drapeados invulgares e algumas maravilhosas grinaldas de tule no decote.


Ver o desfile
JW Anderson -outono-inverno 2019 - Moda Feminina - Londres - © PixelFormula

O elenco artisticamente selecionado, com os cabelos em penteados finalizados com cera, marchou na diagonal pelo cenário, montado na Yeoman House, um pequeno armazém militar em Bloomsbury.
 
Um formato quadrado, que fazia referência a Samuel Beckett, cujo vídeo em cores Quad para a BBC tinha personagens que davam passeios semelhantes, permitia que se visse cada peça de quatro ângulos diferentes.

A maioria dos looks foram finalizados com um estranho boné de basebol, apoiado na cabeça como um fascinator. Alguns tão destacados que se tornaram carteiras. Os casacos davam a ideia de poderem ser descascados em camadas ou usados de cinco ou seis maneiras diferentes. Enormes tiras de tule eram enroladas no pescoço e depois surgiam nas calças. A coleção também é comercialmente inteligente, especialmente as calças Oxford largas, desenhadas nos anos vinte para homens e mulheres, confecionadas numa gabardina robusta, que prometem tornar-se um must-have.


Ver o desfile
JW Anderson -outono-inverno 2019 - Moda Feminina - Londres - © PixelFormula

"É uma elegância estranha, um pouco como a Grã-Bretanha. Eu queria conferir-lhe uma vibe citadina. Estas personagens que se destacam na vida.” “A moda é interessante desde que a pessoa se possa destacar dela", continua o designer, olhando para o horizonte enquanto dá a sua entrevista, numa espécie de corrente de consciência, rodeado por mais de 20 celulares que gravam cada uma das suas palavras.
 
Uma enorme explosão de aplausos, de uma audiência que incluía todos os editores importantes, com Anna Wintour sentada ao lado do chefe supremo do estilista, Sidney Toledano, presidente do LVMH Fashion Group.
 
Resumindo, outro excelente desfile de Anderson. A coleção mais contemporânea nesta Semana da Moda de Londres e a maior razão para os verdadeiros aficionados saírem de Paris, a maior capital da moda do mundo, e entrarem no Eurostar para ver os desfiles de Londres.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

TêxtilLuxo - Pronto-a-vestirIndústria
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER