×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
18 de mai. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

J.Crew nomeia ex-designer da Supreme para dirigir a sua linha masculina

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
18 de mai. de 2021

A marca nova-iorquina anunciou na segunda-feira (17) a nomeação de Brendon Babenzien, antigo designer da Supreme, para a direção criativa das suas coleções masculinas.


Brendon Babenzien, diretor criativo das coleções masculinas da J.Crew - Photo: J.Crew

 
Neste novo cargo, Brendon Babenzien será responsável pelo design das linhas masculinas da marca J.Crew e por rever a estética desta emblemática marca americana em colaboração com a nova CEO do grupo, Libby Wadle. De acordo com um comunicado, espera-se que Babenzien leve para a empresa “o seu ponto de vista livre e a sua abordagem visionária sobre os modelos de negócio responsáveis".
 
A nomeação de Brendon Babenzien entra imediatamente em vigor e a sua primeira coleção completa para a J.Crew deverá ser lançada no segundo semestre de 2022.

O designer passou mais de dez anos à frente do design da Supreme. A sua visão criativa tornou possível transformar uma marca de skate relativamente de nicho numa referência da cultura streetwear global.
 
Em 2002, Brendon Babenzien fez uma pausa para fundar a marca masculina Noah, antes de deixar a Supreme definitivamente em 2015. Nessa altura, relançou a Noah em colaboração com a sua esposa, Estelle Bailey-Babenzien, focando-se na responsabilidade ambiental e social. Atualmente, a marca tem lojas em Nova Iorque, Londres, Los Angeles e Tóquio.
 
“Brendon tem um talento único no mundo da moda”, declarou Libby Wadle no comunicado publicado pela J.Crew . “Sabe contar histórias, e a profundidade da sua visão e criatividade permitiram-lhe criar marcas que fascinam os clientes de forma duradoura. A sua perspectiva única, a sua ousadia e o seu conhecimento do mercado serão preciosos para a J.Crew atingir novos horizontes, revolucionando gradualmente a nossa marca e a indústria."
 
Por seu lado, Brendon Babenzien acrescentou: “A J.Crew sempre fez parte da minha vida, silenciosa e sutilmente em segundo plano, tornando-se gradualmente numa base a partir da qual fui capaz de construir o meu estilo pessoal. Estou muito feliz por me juntar à equipe e, juntos, construirmos um futuro positivo que corresponda às exigências dos consumidores conscientes dos dias de hoje, guiados não apenas pelo seu gosto, mas pelo desejo de apoiar práticas empresariais responsáveis."

O J.Crew Group, que também é proprietário da marca Madewell, declarou falência em maio de 2020 e saiu do processo em setembro. Libby Wadle foi nomeada CEO em novembro, após a saída de Jan Singer, após menos de um ano no cargo.

A marca homônima do grupo demorou muito para adaptar-se às novas tendências, tanto em termos de produtos como de serviços. Um dos pilares da moda preppy dos anos 1990, começou a ver um declínio enquanto o streetwear progredia, apresentando uma queda nas vendas muito antes da pandemia de Covid-19 a levar à falência no ano passado.
 
A nomeação de Brendon Babenzien faz parte de uma estratégia de reposicionamento mais ampla, planeada após a saída de falência do grupo, que também se irá concentrar no desenvolvimento de uma experiência de compra fluida e multiplataforma.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.