×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
24 de jun. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Issey Miyake celebra a arte da leveza em Paris

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
24 de jun. de 2022

Uma brisa fresca soprou em Paris, na quinta-feira (23 de junho). No terceiro dia dos desfiles masculinos dedicados à primavera-verão 2023, os designers deixaram-se levar por este desejo de regressar a uma certa leveza. Tal como Issey Miyake, que voltou ao formato agradável de desfile após o hiato da pandemia. A maison de moda japonesa revelou a nova coleção da sua linha Homme Plissé através de uma coreografia aguçada, aérea e acrobática do diretor do Théâtre National de Chaillot, Rachid Ourmadane.
 

Homme Plissé da Issey Miyake - primavera-verão 2023 - DR


O desfile começou da forma mais clássica, no grande pátio com os seus significativos pilares de ferro forjado, e com os modelos passando repetidamente pela passarela, vestidos com peças sobrepostas ou retorcidas, macias e confortáveis, moldadas no emblemático tecido plissado da etiqueta. A atitude é ao mesmo tempo casual e elegante. Lançado em 2013 em um espírito mais moderno, urbano e esportivo em comparação com a coleção principal da maison japonesa, a Homme Plissé tem desfilado durante a semana masculina desde junho de 2019.
 
De repente, os modelos congelam. No fundo do palco, os artistas e acrobatas da companhia XY aparecem a meio caminho da parede, deslizando em direção ao chão ou empilhando-se uns sobre os outros em pirâmides humanas, dando o palco a uma dança inebriante e a um show acrobático. Os corpos giram, sobem e descem com delicadeza, ondulam, projetam-se nas alturas, parecem saltar, sempre sem peso, sem serem impedidos no mínimo pela roupa que se adapta maravilhosamente aos corpos em movimento.

Simples, funcional e lúdico, o vestuário Homme Plissé da Issey Miyake confirma mais uma vez nesta estação a sua praticidade, adaptando-se a todas as morfologias e aos recados rodopiantes da vida urbana cotidiana. O guarda-roupa é composto por fundamentos atemporais (casacos, malhas, bermudas, calças, coletes, agasalhos, sobretudos), onde tudo fala sobre a forma e detalhe.
 
Para o próximo verão, o estúdio quis explorar contrastes, em particular entre delicadeza e solidez, intitulando a coleção "Fleurs et Vases". As linhas e curvas são precisas e cuidadosamente estudadas para criar novos desenhos e formas para a peça de vestuário. Alguns desenhos são inspirados pela forma da abertura de um vaso e pela delicadeza das suas curvas. Por exemplo, as bordas dos tops e casacos são descolados para dobrar sobre o peito, criando curvas sutis. Um blusão leve, cheio de volume e redondeza, recorda as plantas onduladas ao ar livre.
 

Homme Plissé da Issey Miyake - primavera-verão 2023 - DR


A Homme plissé também apela à sua natureza modular, como ilustrado por um casaco que pode ser usado solto ou recolhido na cintura através de um cordão, enquanto a sua bainha pode ser dobrada para dentro para criar uma silhueta de comprimento médio. Destaque também para um capuz dividido por um fecho, que se abre e se transforma em um colarinho de marinheiro, ou se enrola em volta do pescoço num colarinho de stand-up. Em mais um exemplo, simples botões de pressão são utilizados para separar e mover bolsos.
 
A paleta oscila entre cores vivas e naturais, combinando amarelo vivo com azul real, verde ervilha com marrom-escuro, preto com azul-celeste e tangerina, ou malva e amarelo pálido. Alguns desenhos apresentam motivos vegetais. Lâminas gigantes de relva estendem-se sobre um casaco ou túnica sobre um fundo azul, enquanto que as estampas harmonizadas em tons de malva, verde, amarelo e preto são inspiradas no algodão. Para a noite, um regresso à sobriedade, com trajes muito chiques compostos por casacos e calças pregueadas no tornozelo, disponíveis em cinza ou preto.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.