×

Interparfums vê começo de recuperação na Ásia, mas alerta para incertezas em outras regiões

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
24 de mar de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

A Interparfums disse na segunda-feira (23) que possui um saldo de caixa saudável para lidar com as incertezas causadas pelo coronavírus e está trabalhando para proteger seus acionistas, aguardando a recuperação futura.


Inter Parfums/Coach


O presidente e CEO da companhia, Jean Madar, disse que "está se preparando para o aumento da demanda no contexto pós-Covid-19 e já está vendo sinais de recuperação na Ásia”.

Entre as licenças de beleza da empresa estão nomes como Coach, Paul Smith, Kate Spade, Bebe, Guess, Jimmy Choo e Dunhill, entre outros. Além disso, a Interparfums também é proprietária dos perfumes Lanvin e da marca Rochas.

É importante observar que os níveis de vendas estão normalizando na Coreia do Sul e na China, com vendas online particularmente fortes. "Estamos nos preparando para preencher rapidamente os canais de distribuição assim que a crise terminar", explicou Madar. "Nesse sentido, mantivemos níveis razoáveis ​​de estoque de componentes e produtos prontos e estamos obtendo informações no mercado local de nossos distribuidores e dados sobre a capacidade de produção de nossos fornecedores", acrescentou.

Quanto às operações em outras regiões, Madar disse: “Tomamos medidas para ajudar a garantir a segurança de nossos funcionários e, sempre que possível, de nossos parceiros de negócios, enquanto preparamos nossas operações para um retorno ao crescimento. Estamos seguindo e tomando as medidas necessárias em todos os países em que operamos para cumprir as recomendações públicas”.

Segundo o executivo, suas equipes estão preparadas para trabalhar em casa e continuar os negócios da maneira mais eficiente possível. A empresa está "financeiramente e operacionalmente bem preparada para suportar a recessão corporativa resultante e retornar à normalidade quando a crise de saúde foi resolvida”.

A empresa acumula "um forte saldo de caixa e dívida nominal de longo prazo", e Madar acrescentou que "entrou em 2020 com 253 milhões dólares em dinheiro, equivalentes à caixa e investimentos de curto prazo, e apenas 10,7 milhões de dívida de longo prazo”.

Apesar disso, a companhia está ciente da potencial duração da crise e da incerteza envolvida e, por isso, cancelou suas estimativas para 2020. Além disso, ela também vai "minimizar despesas fixas e proteger o fluxo de caixa quando for necessário". No entanto, ao contrário de algumas empresas que cancelaram o pagamento de dividendos aos acionistas, a Interparfums pagará seu dividendo trimestral em 15 de abril.

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.