Interparfums eleva previsões de vendas anuais para 2019

Tirando partido de uma boa dinâmica comercial, o grupo Interparfums elevou na segunda-feira o seu objetivo anual de volume de negócios para o exercício em curso, após ter anunciado um salto no seu lucro líquido em 2018.


Os perfumes Jimy Choo registaram uma subida nas vendas - Jimmy Choo

“O nosso bom início de ano dá credibilidade às nossas perspetivas para 2019 e nos permite rever em alta o nosso objetivo de volume de negócios", declarou Philippe Benacin, CEO da Interparfums, citado num comunicado.
 
A criadora e exploradora de perfumes de marca, principalmente sob licença, visa agora um volume de negócios anual de 480 milhões de euros, contra 470 milhões anteriormente.
 
O grupo também confirmou o seu objetivo de alcançar uma margem operacional de aproximadamente 14% em 2019.

No exercício anterior, a Interparfums viu o seu lucro líquido subir 18% para 47,1 milhões de euros, impulsionado pela "queda das taxas de tributação nos Estados Unidos" e por vendas dinâmicas. A margem operacional atingiu os 14,5% em 2018, contra 14,2% um ano antes.

No ano passado, a Interparfums registou um volume de negócios de 455,3 milhões de euros, um aumento de 8%, impulsionado principalmente pelas vendas dos seus perfumes sob licença da Coach. As vendas dos perfumes Coach saltaram 66% no ano passado, totalizando 84,4 milhões de euros, anunciou o grupo no final de janeiro.

Entre as principais marcas do grupo, os perfumes Montblanc tiveram resultados mais fracos no ano passado (-3%), na ausência de grandes lançamentos, enquanto as fragrâncias da Jimmy Choo aumentaram ligeiramente (+4%), graças a um bom fim de ano.

"Continuamos a investir e prevemos aumentar correlativamente os nossos orçamentos de marketing e publicidade a fim de continuarmos a expansão das marcas a longo prazo", indicou Philippe Santi, vice-presidente executivo e diretor financeiro do grupo, que tem previstos vários grandes lançamentos em 2019.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.

PerfumesNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER