×
915
Fashion Jobs
CAEDU
Gerente de Grupo Produto - Infantil
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Supervisor de Vendas - Barueri
Efetivo - CLT · Barueri
CAEDU
Supervisor de Vendas - Alto Tietê
Efetivo - CLT · Ferraz de Vasconcelos
STUDIO Z
Coordenador de Planejamento Comercial
Efetivo - CLT · FLORIANÓPOLIS
GRUPO MEIA SOLA
Gerente de Marketing
Efetivo - CLT · FORTALEZA
GRUPO BOTICARIO
Executivo de Vendas ii (São Paulo)
Efetivo - CLT · São Paulo
LULITEX COM IMP EXP LTDA
Auxiliar Comercial
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas Pleno - Treinamento e Desenvolvimento
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas - Assistente Social
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - Quem Disse, Berenice?
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
CAMICADO
Supervisor de Vendas e Operação de Loja - Brasília
Efetivo - CLT · Brasília
RENNER
Encarregado de Logistica E-Commerce
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - o Boticário
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
GRUPO BOTICARIO
Product Owner E-Comm
Efetivo - CLT · Curitiba
IBRANDS
Líder de Logística
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Analista Gestão de Riscos Csc pl
Efetivo - CLT · Curitiba
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral
RENNER
Supervisor de Vendas | Rio Verde
Efetivo - CLT · Rio Verde
RENNER
Supervisor de Vendas| Imperial Shopping - Imperatriz ma
Efetivo - CLT · Imperatriz
RENNER
Supervisor de Vendas| Shopping Golden Calhau - São Luís
Efetivo - CLT · São Luís

Instagram oculta os likes dos usuários em seis países

Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 19 de jul de 2019
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O Instagram começou a esconder os likes de seus usuários no Brasil, Austrália e em outros grandes mercados na quinta-feira (18), com a justificativa de que está buscando reduzir a pressão que estes podem sentir, depois de receber críticas sobre o efeito que exerce na saúde mental de sua comunidade. Com a mudança que esta sendo testada na rede social que pertence ao Facebook, os usuários de seis países não poderão mais ver a quantidade de likes nos posts de outras pessoas.



"Queremos que o Instagram seja um lugar onde as pessoas se sintam confortáveis para se expressar", disse em comunicado Mia Garlick, diretora de políticas do Facebook Austrália e Nova Zelândia. "Esperamos que este teste elimine a pressão relacionada ao número de likes que uma publicação recebe, para que os usuários possam se concentrar em compartilhar as coisas que gostam", acrescentou.

Este ocultamento está sendo realizado no Brasil, Austrália, Itália, Irlanda, Japão e Nova Zelândia, após um teste inicial feito no Canadá em maio. Embora o Instagram tenha ressaltado que ocultar os likes dos usuários era um "teste", ele não mencionou um prazo para o término deste.   

O Instagram, uma rede que tem mais de 1 bilhão de usuários ao redor do mundo, é uma plataforma que permite aos usuários postar imagens e vídeos, que por sua vez podem receber likes ou comentários.

Nos países escolhidos para o teste, os likes não serão visíveis nos perfis das pessoas, na imagem principal ou nas páginas de links permanentes. Além disso, embora os usuários ainda possam ver o número total de likes em suas próprias publicações, eles precisarão navegar para outra página para fazer isso.

Escrutínio das redes sociais

Os gigantes das redes sociais têm enfrentado um exame mais detalhado sobre o impacto que suas plataformas podem exercer sobre os usuários, e há pesquisas que sugerem que o Instagram pode afetar negativamente a saúde mental dos jovens que o utilizam.

Um estudo realizado em 2017 pela Royal Society for Public Health classificou o Instagram como a pior plataforma de mídia social para a saúde mental dos jovens no Reino Unido. Uma pesquisa realizada em 2018 pelo Pew Research Center com adolescentes nos Estados Unidos concluiu que quase 40% sentem a pressão de compartilhar apenas conteúdo digital que tenha gerado muitos likes ou comentários.

Em um comunicado publicado com o anúncio sobre as mudanças relacionadas aos likes, o Instagram esclareceu que estas respondem às preocupações com as pressões sentidas pelos usuários.

"Estamos testando essas mudanças porque queremos que os seguidores se concentrem nas fotos e vídeos compartilhados e não na quantidade de likes", disse um porta-voz do Instagram. "Não queremos que o Instagram se torne uma competição", disse ele.

A última medida acontece apenas uma semana depois que o Instagram implementou novos recursos desenvolvidos para reduzir o assédio online usando inteligência artificial. Outra iniciativa para proteger a saúde mental dos jovens usuários, apresentada em fevereiro, consistia em restringir as imagens relacionadas à automutilação.

O Instagram disse que as medidas para esconder os likes não vão afetar as ferramentas de análise estatística utilizadas pelas empresas que utilizam a plataforma para promover seus produtos.

Copyright © 2019 AFP-Relaxnews. All rights reserved.