×
913
Fashion Jobs
CAEDU
Gerente de Grupo Produto - Infantil
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Supervisor de Vendas - Barueri
Efetivo - CLT · Barueri
CAEDU
Supervisor de Vendas - Alto Tietê
Efetivo - CLT · Ferraz de Vasconcelos
STUDIO Z
Coordenador de Planejamento Comercial
Efetivo - CLT · FLORIANÓPOLIS
GRUPO MEIA SOLA
Gerente de Marketing
Efetivo - CLT · FORTALEZA
GRUPO BOTICARIO
Executivo de Vendas ii (São Paulo)
Efetivo - CLT · São Paulo
LULITEX COM IMP EXP LTDA
Auxiliar Comercial
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas Pleno - Treinamento e Desenvolvimento
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas - Assistente Social
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - Quem Disse, Berenice?
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
CAMICADO
Supervisor de Vendas e Operação de Loja - Brasília
Efetivo - CLT · Brasília
RENNER
Encarregado de Logistica E-Commerce
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - o Boticário
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
GRUPO BOTICARIO
Product Owner E-Comm
Efetivo - CLT · Curitiba
IBRANDS
Líder de Logística
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Analista Gestão de Riscos Csc pl
Efetivo - CLT · Curitiba
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral
RENNER
Supervisor de Vendas | Rio Verde
Efetivo - CLT · Rio Verde
RENNER
Supervisor de Vendas| Imperial Shopping - Imperatriz ma
Efetivo - CLT · Imperatriz
RENNER
Supervisor de Vendas| Shopping Golden Calhau - São Luís
Efetivo - CLT · São Luís

Inovação e reciclagem, as bases do grupo H&M a caminho da sustentabilidade

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 13 de abr de 2018
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O grupo sueco H&M quer liderar a mudança rumo a uma indústria de moda mais sustentável, ecológica e respeitadora do meio ambiente, de acordo com um relatório de sustentabilidade divulgado pela empresa na quinta-feira (12). Neste percurso para uma produção mais verde, a inovação e a reciclagem são dois dos pilares básicos.


Um dos modelos de primavera da marca H&M - H&M- Facebook


O grupo H&M, proprietário da marca homónima, pretende estabelecer um modelo de indústria no qual a vida dos materiais é maximizada, ao mesmo tempo que se minimizam os resíduos gerados. Por este motivo, a reciclagem será crucial no futuro do grupo, que pretende que em 2030 todos os materiais utilizados nos seus processos de produção sejam reciclados ou procedentes de fontes sustentáveis. Em 2017, essas matérias-primas representaram 35% do total, mais 9% do que no ano anterior.
 
Na mesma linha, 59% do algodão utilizado no ano passado pela empresa veio de fontes sustentáveis, e espera-se que em 2020 esse valor aumente para 100%. Além disso, o grupo continua com o seu programa de recolha de roupa iniciado em 2013 e, em 2017, acumulou quase 18 mil toneladas de roupa já utilizada.

Juntamente com a reciclagem, a inovação é o segundo pilar do grupo para ser uma empresa mais sustentável. Foi por esse motivo que a H&M, segundo o seu relatório, se associou no ano passado à empresa Re:newcell, especializada em reciclagem de algodão usado e viscose para os transformar em novas fibras têxteis. A empresa também entrou como um dos principais investidores da startup TreeToTextile, que desenvolve uma fibra têxtil a partir de matérias-primas florestais.
 
A H&M também quer ser mais ecológica e estabeleceu como objetivo que, até 2040, toda a sua eletricidade seja procedente de fontes renováveis ​​.

Além disso, o grupo também aplica a reivindicação de sustentabilidade aos seus ambientes de trabalho, e quer que todos os empregos gerados a partir da sua atividade sejam justos. Para isso, tal como indica o relatório, foram levadas a cabo ações como a implementação de eleições para representantes dos trabalhadores nas suas unidades fabris no Bangladesh.

De acordo com o comunicado, a H&M lançará também nesta primavera de 2018 o seu programa piloto “Take Care”, destinado a inspirar os seus clientes a prolongar a vida útil das suas peças de vestuário.

O grupo H&M, que também explora as marcas Cos, & Other Stories, Monki, Weekday, Cheap Monday e Nyden, que apresentou os seus primeiros modelos no início deste mês, enfrenta um momento difícil para a sua principal empresa, depois de ver como as vendas da marca H&M caíram 13,1% no ano passado.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.