×

Inditex estrutura direção de sustentabilidade

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 18 de dez de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

A transformação sustentável chega os cargos de direção da Inditex. Dando seguimento à sua estratégia de evolução sustentável até 2025, anunciada na última assembleia geral de acionistas, que teve lugar em julho, o grupo galego nomeou com efeito imediato o seu até agora responsável pelo controlo de gestão, Javier Losada, como novo diretor da área de sustentabilidade do grupo. Uma nomeação que foi acompanhada por uma série de movimentos estratégicos nos cargos de direção da empresa, conforme esta confirmou à FashionNetwork.com.


Escritórios centrais da Inditex em Arteixo, A Coruña - Inditex


Javier Losada, que será uma das pessoas de maior confiança do presidente da Inditex, Pablo Isla, será substituído por Lorena Lema à frente do controlo de gestão. Por seu lado, a profissional, com quase 14 anos de experiência na Inditex, deixará vago o cargo de responsável pelo controlo de existências. Segundo as informações da FashionNetwork.com, a empresa galega ainda não nomeou um substituto para esse cargo.
 
Paralelamente, o diretor financeiro da Zara, Miguel Díaz Miranda, assume a direção da sustentabilidade da marca. O executivo, com três décadas de trajetória na empresa, será responsável por aplicar na maior cadeia do grupo o projeto com o qual a empresa pretende que, em 2025, 80% da energia consumida nos seus espaços seja proveniente de fontes renováveis, enquanto todo o algodão, linho e poliéster usados pelas diferentes marcas serão orgânicos, sustentáveis ou reciclados.

Além disso, sob a direção de Javier Losada, o até agora responsável de infraestruturas, Luis Coloma, substitui Antonio Álvarez como diretor de meio ambiente. Da mesma forma, dependendo da divisão de recursos humanos comandada por Begoña López, o grupo efetivou a criação do cargo de responsável pela área de diversidade, inclusão e política de igualdade, que será assumido por Féliz Poza.

Estes movimentos nos cargos de direção da Inditex seguem-se às mudanças no conselho de administração da empresa, anunciados na apresentação dos resultados do terceiro trimestre a 11 de dezembro e que serão apresentados para ratificação na próxima assembleia geral de acionistas. Da incorporação da francesa Anne Lange no conselho de administração do grupo, que eleva para 11 os seus membros após a entrada de Carlos Crespo como CEO no último verão, à aprovação dos membros da sua nova comissão de sustentabilidade, presidida por Denise Patricia Kingsmill e com os vocais José Arnau Sierra, Pilar López Álvarez, José Luis Durán Schulz e a mencionada Anne Lange.
 
Nos primeiros nove meses do ano, a faturação da empresa galega cresceu 7,5%, para 19,82 bilhões de euros, enquanto o lucro líquido aumentou 12%, para 2,72 bilhões de euros.

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.