×
Publicado em
18 de jun. de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

InBrands prepara pedido de recuperação judicial

Publicado em
18 de jun. de 2020

A varejista brasileira InBrands, proprietária das marcas Ellus, Richards, Selaria Richards, 2nd Floor, VR Collezioni, Salinas, Alexandre Herchcovitch, VRK, Mandi, Bobstore, e operadora da norte-americana Tommy Hilfigher no Brasil, estaria preparando um pedido de recuperação judicial, segundo o jornal O Estado de S.Paulo.


A Ellus é uma das principais marcas da InBrands - Ellus


De acordo com informações publicadas nesta quinta-feira (18) pelo jornal O Estado de S.Paulo, que citou três fontes próximas do assunto, a empresa, com cerca de 500 milhões de reais em dívidas no final de 2019, já teria contratado um escritório de advocacia para tocar operação. 

Criada em 2007 e com sede em São Paulo, a InBrands é “líder na consolidação e na gestão de marcas de moda e lifestyle no Brasil”. A pandemia de coronavírus, que provocou o fechamento de lojas no Brasil todo, pode ter acelerado aumentado os problemas da empresa, que vem enfrentando dificuldades desde a recessão de 2015 e 2016.

Em 2019, um ano marcado por redução de custos e fechamento de unidades deficitárias, a companhia registrou lucro líquido de 25,6 milhões de reais e receita consolidada de cerca de 700 milhões de reais, uma redução de 100 milhões de reais em comparação com o ano anterior. 

Segundo o Estado de S.Paulo, com a recuperação judicial, a InBrands prorrogaria o prazo do pagamento de dívidas com bancos e incluiria um pagamento de cerca de 200 milhões de reais para a Vinci Partnersfundo de private equity proprietário da empresa até 2017, ano em que a empresa voltou à pertencer ao empresário Nelson Avarenga, fundador da Ellus.

A InBrands não respondeu aos pedidos de comentários do FashionNetwork.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.