×
Por
Guia JeansWear
Publicado em
4 de mar. de 2016
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Importância da assinatura Herchcovitch para o jeans nacional

Por
Guia JeansWear
Publicado em
4 de mar. de 2016

Cada estilista brasileiro que se eleva ao patamar internacional consta como um patrimônio imensurável para nossa moda. E, justamente por isso, na semana passada aos profissionais da área custou acreditar na saída de Alexandre Herchcovitch da sua própria marca.

Alexandre Herchcovitch - Legado para o jeans


Com Herchcovitch, assistimos ao surgimento de um designer brasileiro que provou por A mais B que moda é negócio, estratégia, decisão e foco e não apenas inspiração criadora. Ele transitou com traquejo entre passarelas de Nova York, mercados japoneses e horários nobres globais.
 
Felizmente são muitos os nomes atuais que colaboram na tarefa de elevar o line-up brasileiro ao nível da influência. No entanto, a trajetória do paulista em sua grife, ou mesmo nas atuações adjacentes conferidas a marcas, como Ellus e Zoomp, merece ser destacada pela contribuição ao cenário nacional, em especial ao mercado denim.

Como exemplo mais recente, temos a parceria realizada pelo estilista em 2013 e apresentada em Nova York no evento Be Brasil, juntamente com a Rhodia e a Canatiba, ocasião em que o designer lançou sua primeira coleção de jeans tecnológico confeccionado com o Emana® Denim.
 
Com a iniciativa, Herchcovitch colocou antecipadamente em evidência uma tendência mundial para o mercado jeanswear: o acréscimo de funções tecnológicas no denim, como oportunidade para elevar qualquer produto confeccionado no material para além do valor do mero estilo.

Alexandre Herchcovitch para Zoomp - verão 2008


E o melhor de tudo, é que Herchcovitch levou junto com esse pioneirismo a imagem do mercado índigo nacional, mostrando ao mundo a diversidade do território brasileiro, na medida que sua assinatura sempre manteve uma pegada estruturada e underground.
 
A mesma coleção foi apresentada oficialmente no mesmo ano no Fashion Rio, mas o criador continuou a adotar o material: um ano depois, em 2014, Herchcovitch retomaria a parceria com a Ellus, colocando em evidência o valor de uma cobranding dentro de um grupo de moda, como uma estratégia para impulsionar os negócios.
 
O resultado da iniciativa foi um mix formado por 70 modelos de moletons, camisetas e jeans com emana, reforçando a visão direcional do designer em propor interpretações ao denim que superassem a tarefa de apenas vestir.
 
Em 2008, o brasileiro vendeu sua companhia para o grupo de moda Inbrands, também proprietário de lojas como Ellus, Salinas e VR. Nesse período, ele continuou sendo o diretor criativo da marca até o dezembro do ano passado, quando o contrato acabou e não foi renovado. Atualmente, tem quatro lojas próprias, desenha modelos exclusivos em seu ateliê, exporta a linha jeanswear para os Estados Unidos e Reino Unido.

Alexandre Herchcovitch - Fashion Rio verão 2011/12

 
Em 2015, a estrela da nossa moda deixou à mostra, junto com sua assinatura conferida ao denim, a imagem de jovens senhoras poderosas e femininas, usando longos sobretudos em índigo, mencionando com antecedência a imagem do empoderamento feminino que hoje está tão em alta.
 
Ainda veremos muito do seu talento em futuras contribuições que o designer com certeza acrescentará à moda nacional, porém deixamos, aqui, algumas imagens reconhecendo o valor do nome Alexandre Herchcovitch, como um importante veículo que elevou a moda brasileira ao patamar internacional, em um discurso consistente, focado e profissional.

Copyright © 2022 Guia JeansWear. Todos os direitos reservados.