×
892
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Hermès tem rentabilidade elevada no primeiro semestre graças à China

Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 12 de set de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

A Hermès alcançou um sólido primeiro semestre, com uma margem operacional que permanece no seu nível mais alto, com um aumento de 34,8%, graças ao sucesso dos seus artigos de couro, especialmente na China, onde o grupo de luxo mantém "um elevado nível de atividade" .


Hermès - primavera-verão 2020 - Moda Masculina - Paris - © PixelFormula


A casa especializada em artigos de couro (e o último grupo do CAC 40 a divulgar os seus resultados semestrais) anunciou na quarta-feira um lucro líquido de 754 milhões de euros, o que representa um aumento de 7%, enquanto o consenso estabelecido pelas agências Factset e Bloomberg estimava 745 e 775 milhões, respetivamente.
 
A rentabilidade operacional atual é de 34,8%, muito próximo do máximo histórico de 34,9% alcançado durante o primeiro semestre de 2018.

"Sofremos o impacto dos acontecimentos em Hong Kong, (mas) o impacto desta desaceleração em Hong Kong será compensado por um alto nível de atividade na China continental. O nível de atividade na região da Grande China se mantém igual aos dois primeiros trimestres do ano", declarou o diretor financeiro Eric du Halgouet durante uma teleconferência com a imprensa.

Quanto ao confronto comercial entre a China e os Estados Unidos, Du Halgouet afirmou: "A questão das tarifas não afeta diretamente os nossos produtos."
 
Durante os primeiros seis meses do ano, as vendas da Hermès na Ásia, excluindo o Japão, aumentaram 18%.
 
"Os resultados da Hermès mostram um forte crescimento durante o primeiro semestre de 2019, um sinal claro da fidelidade dos seus clientes em todos os mercados e da excelência criativa que impulsiona todas as áreas de negócio”, comentou Axel Dumas, diretor executivo da Hermès, citado no comunicado.
 
A Hermès já havia anunciado em julho uma faturação semestral para todo o grupo de 3,28 bilhões de euros, mais 15% do que no ano anterior.
 
O grupo, que não indica previsões de números, confirmou que "a médio prazo, apesar do aumento da incerteza económica, geopolítica e monetária no mundo, confirma um objetivo de progressão do volume de negócios a taxas constantes ambiciosas".

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.