×
Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de jul. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Hermès: margem recorde no primeiro semestre

Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de jul. de 2022

O grupo de luxo viu o lucro líquido atingir 1,64 bilhão de euros no primeiro semestre, um aumento homólogo de 39,7% graças ao aumento das vendas em todas as regiões de acordo com um comunicado publicado na sexta-feira (29).


Hermès - primavera-verão 2023 - Moda Masculina - Paris - © PixelFormula


As vendas da fabricante de artigos de couro totalizaram 5,475 bilhões de euros, um aumento de 29% em relação ao primeiro semestre de 2021. A margem operacional atual foi de 42,1%, "um nível mais elevado histórico", segundo o líder do grupo, Axel Dumas.
 
Durante uma teleconferência com jornalistas, Axel Dumas declarou: "Tivemos a sorte, neste momento difícil, de ter um semestre excepcional". E acrescentou: "estamos abordando a situação com confiança, determinação e cautela."

O volume de negócios do grupo ficou ligeiramente acima do consenso estabelecido pela Bloomberg e pela Factset, que apontavam para 5,3 bilhões de euros. As vendas no segundo trimestre atingiram 2,7 bilhões de euros (+26%)
 
No primeiro semestre de 2022, todas as regiões apresentaram desempenhos muito sólidos, com a Ásia resistindo bem, apesar do contexto sanitário na China. Na China, "houve queda em abril, mas uma recuperação muito forte em junho", explicou Axel Dumas, acrescentando sem mais detalhes: "Não estamos longe de compensar a queda (...) No final do primeiro semestre, ficamos positivos na China."
 
A Ásia, excluindo o Japão (+15%), foi impulsionada por uma forte dinâmica em toda a região e, nomeadamente, pela atividade sustentada em Singapura, na Austrália e na Coreia. O Japão viu as suas vendas aumentarem 20%. A Ásia como um todo alcançou um faturamento de 3,2 bilhões de euros de janeiro a junho, um aumento de 22,5%.
 
A América está vivenciando uma forte recuperação, aproximando-se de 1 bilhão em vendas (+47%). A Europa, excluindo a França (+34%), e a França (+41%) continuaram a crescer, graças à procura local e ao regresso dos turistas.
 
No final de junho de 2021, todos os negócios confirmaram o seu crescimento. As vendas de artigos de Marroquinaria e Selaria, o principal negócio da Hermès, aumentaram 14,9% para 1,16 bilhão de euros.

O Vestuário e os Acessórios aumentaram as suas vendas em 50%, para 710 milhões de euros, os Perfumes e Beleza 20% para 119 milhões de euros, Outros Negócios Hermès (Joalheria e Produtos para o lar) 44,4%, para 330 milhões de euros. A Relojoaria saltou 71,5%, para 134 milhões.
 
“O grupo acelerou a criação de postos de trabalho, recrutando mais de 800 pessoas, incluindo 600 na França no primeiro semestre”, sublinhou Axel Dumas, acrescentando que “a aceleração do recrutamento deverá continuar no segundo semestre para reforçar todos os negócios da maison”.
 
Cinco novas marroquinarias deverão ver a luz do dia dentro de cinco anos, segundo o responsável.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.