Haider Ackermann deixa a Berlutti

A colaboração durou apenas um ano e meio entre Haider Ackermann e Berluti. Mas um ano e meio frutífero. É assim que Antoine Arnault, CEO da casa masculina do grupo LVMH, elogia a passagem do designer francês de origem colombiana na direção artística da marca parisiense.

Haider Ackermann após o último desfile Berluti em janeiro de 2018 - (c) Pixelformula - Pixelformula

"Haider contribuiu muito para a evolução das coleções e da imagem de Berluti, e quero agradecê-lo por tudo o que ele realizou desde a sua chegada. Seu conhecimento de materiais, cores e seus desfiles formidáveis marcarão a história da Maison ", disse o filho mais velho de Bernard Arnault.

O sofisticado vestuário masculino de Haider Ackermann colocou a Berluti no caminho certo em termos de vendas, como Antoine Arnault disse ao FashionNetwork.com em novembro passado.

Por sua vez, o criador, também à frente da sua própria marca, declara estar "muito orgulhoso de ter colocado a minha criatividade ao serviço desta Maison com um know-how excepcional e de ter colaborado com uma equipe apaixonada. Obrigado pelo seu compromisso ".

Mas sua partida da Berluti abre, acima de tudo, uma nova questão: quem vai substituí-lo? O grupo LVMH, atualmente no em plena dança das cadeiras na Celine, Louis Vuitton e Dior Homme, disse que o anúncio será feito em breve. E, naturalmente, um nome a ser cogitado: o de Kris Van Assche, que acaba de dar lugar a Kim Jones à frente das coleções masculinas da Dior, e cujo gigante de luxo disse que não iria se separar, reservando um lugar para ele em alguma das marcas de seu portfólio.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - DiversosCriação
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER