×
179
Fashion Jobs
CAEDU
Analista de Controladoria pl
Efetivo - CLT · São Paulo
L'OREAL GROUP
Analista de Business Intelligence Pleno - Divisão Grande Público
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
INTJOBS
Missão Humanitária Internacional de Saúde: Todas as Especialidades
Efetivo - CLT · RIO DE JANEIRO
CAEDU
Analista de Produtos Financeiros pl
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista CRM pl - Segmentação
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Cidade de São Paulo
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Center Shopping Uberlândia
Efetivo - CLT · Uberlândia
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Del Rey
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Uberaba
Efetivo - CLT · Uberaba
AMARO
Compliance Analyst
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
CAEDU
Operador de Loja - Intermitente
Efetivo - CLT · São Paulo
NIKE
Football Teams sm
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Operador de Loja - Intermitente
Efetivo - CLT · São Vicente
CAEDU
Operador de Loja - Intermitente
Efetivo - CLT · Itu
CAEDU
Operador de Loja - Intermitente
Efetivo - CLT · Itapevi
CAEDU
Operador de Loja - Intermitente
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista Financeiro jr - Tesouraria
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista Financeiro jr - Contas a Pagar
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista Detecção de Fraude pl
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Supervisor de Vendas
Efetivo - CLT · Osasco
CAEDU
Operador de Loja - Intermitente
Efetivo - CLT · Osasco
CAEDU
Operador de Loja - Intermitente
Efetivo - CLT · Poá
Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
9 de mar de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

H&M suspende encomendas provenientes da Birmânia

Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
9 de mar de 2021

​A gigante sueca do H&M decidiu na segunda-feira (8) suspender as encomendas provenientes da Birmânia, alegando estar chocada com o uso de força contra os manifestantes que protestavam contra o golpe militar de 1º de fevereiro.


Campanha H&M - site internet H&M


Serkan Tanka, responsável pela H&M na Birmânia, declarou por e-mail: “Ainda que não tenhamos tomado uma decisão imediata quanto à nossa presença a longo prazo no país, decidimos nesta fase interromper quaisquer novas encomendas aos nossos fornecedores. Isso está associado a dificuldades concretas e a um contexto imprevisível que limita a nossa capacidade de operar no país, nomeadamente com obstáculos quanto à produção industrial e de infraestrutura, da importação de matérias-primas e do transporte de produtos acabados.”
 
A H&M, número dois mundial no seu setor, atrás da Inditex, proprietária da Zara, conta com 45 fornecedores diretos na Birmânia, segundo o site do grupo. A H&M recorre a fornecedores da Birmânia há sete anos. De acordo com Serkan Tanka, a H&M está extremamente preocupada com a situação na Birmânia e tem discutido sobre isso com agências da ONU, representantes diplomáticos, especialistas em direitos humanos, sindicatos e outras multinacionais: “Estas consultas irão nos guiar em nossa decisão futura sobre a forma como nós, como empresa, podemos contribuir da melhor forma (...).”

Fábricas, bancos e lojas ficaram fechados na segunda-feira em Rangoon, a maior cidade do país, após um apelo sindical para uma paralisação da economia como parte do movimento de protesto contra o golpe. Dois manifestantes foram mortos com tiros na cabeça, segundo testemunhas. As forças birmanesas mataram mais de 50 pessoas desde o golpe de 1º de fevereiro, de acordo com uma estimativa fornecida na semana passada pelas Nações Unidas.

© Thomson Reuters 2021 Todos os direitos reservados.