H&M coletou mais de 20 mil toneladas de têxteis em 2018, 15% a mais que no ano anterior

A H&M coletou 20 mil toneladas de têxteis em 2018, 15% a mais que no ano anterior. Esse número aproxima o grupo da meta de coletar 25 mil toneladas por ano até 2020.


Fotografia: © I:Collect

Em 2013, a H&M foi a primeira empresa de moda com um programa global de coleta de roupas que oferece aos clientes em todo o mundo a possibilidade de trazer peças indesejados de roupas de qualquer marca e em qualquer condição para suas lojas para reutilização e reciclagem. Desde então, a companhia sueca coletou 75 mil toneladas de têxteis graças aos clientes, sendo mais de 7.500 toneladas somente nas lojas da H&M da Espanha.

O grupo H&M informou ainda que está trabalhando em um modelo de negócios circular, no qual os têxteis antigos são reutilizados e reciclados diversas vezes. Ele também está investindo em inovação para ajudar a transformar roupas antigas em novas, e trabalhando ativamente com várias iniciativas com o objetivo de longo prazo de encontrar uma maneira de reutilizar e reciclar fibras têxteis em maior escala.

Até 24 de fevereiro, os clientes que colaborarem com esta iniciativa receberão dois cupons de desconto, em vez de um, no valor de 5 euros cada, para sua próxima compra superior a 30 euros para cada sacola com têxteis usados que trouxerem para as lojas.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.

TêxtilModa - DiversosIndústriaDistribuição
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER