×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de jun. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Gucci prepara abertura de nova fábrica de calçados na Itália

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de jun. de 2022

A Gucci vai reforçar a sua capacidade de produção de calçados. A Pigini, empresa especializada na produção de calçado de alta gama, pertencente à plataforma industrial da marca principal do grupo de luxo Kering, vai dar início à construção de uma fábrica com mais de 10 mil metros quadrados dedicada ao fabricação de gáspeas (parte superior dos sapatos).


Fábrica da Pigini em Recanati - DR


Fausto Pigini, fundador e íder da empresa, explicou em comunicado: "Com esta nova fábrica, queremos garantir a continuidade da tradição fabril no território, resguardar o conhecimento das técnicas de fabricação de calçado e continuar a transmitir a nossa paixão pelo produto num ambiente muito inovador."
 
Fundada em 1979 em Recanati, na região de Marche, berço histórico do calçado italiano, a Pigini, que emprega 330 pessoas, anuncia a construção de um edifício de vanguarda "em termos de sustentabilidade ambiental e climática" e "equipado com os mais avançados sistemas de produção". As obras devem começar no início de 2023 e ser concluídas nos primeiros meses de 2024.

A longo prazo, esta nova unidade deverá contratar cerca de 400 pessoas em três anos. O recrutamento será iniciado este ano de forma a integrar os artesãos gradualmente. Antes de ingressarem na nova unidade, estes trabalharão num atelier de mil metros quadrados, utilizado para produção, mas também para formação.
 
A Pigini criou, aliás, uma série de atividades de formação dedicadas a jovens "recém-saídos da escola ou desempregados dos 18 aos 26 anos para formar artesãos especializados" através de "La Scuola di Fabbrica Pigini", escola lançada no início do ano.

Esta nova atividade formativa insere-se no projeto "Gucci Ecole de l’Amour", que prevê um curso dentro das fábricas do grupo, destinado à formação de artesãos especializados em marroquinaria e na fabricação de calçado.

Desde 2018, foram formados 200 especialistas. Massimo Rigucci, diretor-geral de ArtLab & operações industriais de marroquinaria, calçado e joalheria da Gucci, disse: “Em linha com o nosso compromisso na cadeia produtiva, queremos contribuir para reabilitar o artesanato aos olhos dos jovens, oferecendo-lhes uma oportunidade única de formação e estimulando os percursos profissionais, em um contexto orientado para o futuro.” Em 2021, as vendas de calçado representaram cerca de um quinto do volume de negócios de 9,7 bilhões de euros da Gucci.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.