Grupo proprietário da Uniqlo sofre queda de 6,4% no lucro líquido do primeiro trimestre

A Fast Retailing, o grupo japonês de vestuário proprietário da marca Uniqlo, anunciou nesta quinta-feira (10) uma queda de 6,4% no seu lucro líquido no primeiro trimestre, um contexto de menor rentabilidade devido às vendas no Japão.


O grupo proprietário da Uniqlo sofreu uma queda de 6,4% no lucro líquido - Uniqlo

Entre os meses de setembro e novembro, a rival da Zara e da H&M atingiu um lucro líquido de 73,47 mil milhões de ienes (588 milhões de euros), com aumento de 4,4% no seu volume de negócios para 644.44 mil milhões de ienes (5,17 mil milhões de euros). O seu lucro operacional diminuiu 8%, para 104,7 mil milhões de ienes (840 mil milhões de euros). 

A principal marca do grupo, a Uniqlo, que é patrocinadora dos tenistas Roger Federer e Kei Nishikori, apresentou resultados sólidos no estrangeiro, mas no Japão, onde as temperaturas permaneceram elevadas, houve um impacto nas vendas de roupa de inverno.

A Uniqlo, uma marca de roupa atemporal "que não sai de moda", representa mais de 80% da receita global do grupo criado e dirigido pelo milionário Tadashi Yanai. As vendas da marca no estrangeiro aumentaram 13% num ano, assim como os lucros. Por outro lado, no Japão as vendas diminuíram 4% e os lucros 30%.

Somando todas as suas marcas, a Fast Retailling tem 3500 pontos de venda em todo o mundo. As suas vendas online continuam a aumentar e registaram crescimento de 31%  num ano no Japão. 

A empresa, que também é proprietária das marcas GU, Comptoir de Cotonniers e Princesse Tam.Tam, manteve as suas previsões para o o ano fiscal que começou a 1 de setembro. O grupo prevê um lucro líquido de 165 mil milhões de ienes (1,32 mil milhões de euros), considerado um novo recorde; um volume de negócios de 2.300 mil milhões de ienes (18,46 mil milhões de euros; +8 %); e um lucro operacional de 270 mil milhões de ienes(2,17 mil milhões de euros; +14%).

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.

Moda - Pronto-a-vestirModa - DiversosDistribuiçãoNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER