×
Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
26 de nov. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Givaudan vai comprar a divisão de cosméticos da empresa italiana Indena

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
26 de nov. de 2019

O grupo suíço Givaudan, líder mundial em perfumes e aromas, anunciou nesta terça-feira (26) a aquisição da divisão de cosméticos da empresa italiana Indena, especializada em ingredientes ativos de origem vegetal. A companhia não informou o valor da transação.


AFP


O grupo com sede em Genebra informou em um comunicado que, considerando os resultados obtidos no ano fiscal de 2018, o negócio deve representar uma receita adicional de 8 milhões de euros pró-forma.

A Givaudan firmou um acordo com a Indena contemplando a aquisição de sua divisão de cosméticos, juntamente com uma associação de suprimentos de longo prazo. O grupo suíço informou que a transação deve ser concluída no primeiro trimestre de 2020.

A Indena está sediada em Milão e é especializada em ingredientes ativos feitos a partir de extratos vegetais utilizados pelas indústrias farmacêutica, alimentícia, da saúde e de produtos de higiene pessoal.

Após uma longa pausa em suas aquisições, a Givaudan aumentou suas operações de crescimento externo desde a compra da empresa francesa Soliance em 2014, que permitiu fortalecer sua posição em ingredientes cosméticos. O grupo suíço concluiu sua maior operação no ano passado com a aquisição da empresa francesa Naturex por quase 1.3 bilhões de euros, após uma oferta pública de aquisição feita em duas etapas.
 
A Givaudan produz aromas para o setor de alimentos e fragrâncias para as indústrias de perfumaria, cosméticos e de cuidados pessoais. Em 2018, a empresa gerou uma receita de 5.5 bilhões de francos suíços (5 bilhões de euros à taxa de câmbio atual). As aquisições contribuíram com 249 milhões de francos suíços para o volume de negócios do grupo.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.