Geox tem queda de 1,3% na receita no primeiro trimestre

No primeiro trimestre do ano, as receitas consolidadas do grupo italiano de calçados, Geox, somaram 260,9 milhões de euros, ante 264,5 milhões no mesmo período de 2018, o que representa uma queda de 1,3% à taxa de câmbio atual (ou -1,6% à taxa de câmbio constante).


@geox

Nas lojas administradas diretamente pela empresa, as vendas comparáveis cresceram 3,4%, “apoiadas por uma base comparativa relativamente favorável", informou a companhia em comunicado.

O crescimento foi sustentado, em particular, pelo canal online (gerido diretamente na Europa desde julho de 2018), que continuou aumentando dois dígitos (+ 25% no primeiro trimestre do ano, após crescer 15% no segundo semestre de 2018).

A receita no canal de franquias, apesar de vendas estáveis ​​comparáveis, caíram 12,9% "devido aos efeitos da otimização da distribuição nos últimos trimestres, com fechamentos e conversões equivalentes a cerca de 10% do perímetro de março 2018, e um calendário diferente de embarques, que, no entanto, devem ser reabsorvidos no segundo trimestre", explicou a Geox.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 ANSA. Todos os direitos reservados.

Moda - CalçadosNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER