×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
7 de dez. de 2018
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

G-III Apparel Group registra aumento nas vendas no terceiro trimestre e eleva previsões

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
7 de dez. de 2018

Após um forte segundo trimestre, o grupo baseado em Nova York, G-III Apparel Group, anunciou um aumento de 4, 7% em suas vendas líquidas, que atingiram 1,07 bilhão de dólares no terceiro trimestre, ante a 1,02 bilhão de dólares no mesmo período do ano passado.


G-III registra boas vendas no terceiro trimestre e eleva suas previsões. - Facebook: DKNY

 
O grupo, que controla marcas como DKNY, Donna Karan, Vilebrequin e GH Bass, registrou um lucro líquido de 94 milhões de dólares, ou 1,86 dólar por ação no terceiro trimestre, ante a 81,6 milhões de dólares, ou 1,65 dólar por ação diluída, no mesmo período do ano passado. Para Morris Goldfarb, CEO do grupo, essa recuperação está relacionada ao forte desempenho das atividades de atacado do G-III.

"Mais uma vez, demonstramos uma grande capacidade de explorar nossas cinco marcas internacionais. Nossos produtos estão bem estabelecidos em todos os nossos canais de distribuição, prontos para a importante temporada de festas de fim de ano e acreditamos que terminaremos o ano muito bem", declarou Morris Goldfarb em um comunicado.

Como resultado dessa dinâmica trimestral, o G-III elevou suas previsões para o ano fiscal, que irá encerrar em 31 de janeiro de 2019. A empresa prevê agora vendas líquidas de aproximadamente 3,08 bilhões de dólares, e um lucro líquido entre 132 e 137 milhões de dólares. Para o ano fiscal de 2019, a empresa esperava anteriormente aproximadamente 3,06 bilhões de dólares em vendas líquidas, e lucro líquido de 125 a 130 milhões de dólares.

O otimismo, no entanto, não é compartilhado pelos analistas financeiros e pela Bolsa de Valores dos Estados Unidos. As ações da empresa caíram mais de 15% após o anúncio dos resultados. O motivo? Vendas abaixo do esperado no varejo e, sobretudo, as incertezas relacionadas ao impacto das relações internacionais complexas entre os Estados Unidos e a China nos últimos meses. 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.