Fundadores da Privalia deixam empresa, que nomeia Fabio Bonfà como novo diretor

Dois anos depois de venderem a sua empresa ao grupo Vente Privée, os cofundadores da Privalia, Lucas Carne e José Manuel Villanueva, deixam a empresa. A partir de agora, o brasileiro Fabio Bonfà estará à frente da plataforma de venda online.

A Privalia nasceu em 2006 e está presente em Espanha, México, Itália e Brasil - DR

A saída de Carne e Villanueva corresponde a uma "decisão pessoal", de acordo com um comunicado divulgado pelo grupo na sexta-feira. Os dirigentes venderam a empresa à Vente Privée em abril de 2016 e, nestes dois anos e meio, "a Privalia acentuou o seu crescimento e conseguiu consolidar a posição privilegiada da Vente Privée como líder europeia no setor da venda online de produtos de marca com descontos", indicou a empresa.

A Privalia é uma empresa espanhola que nasceu em 2006 como uma plataforma de vendas online de liquidação de stocks de grandes marcas e que, posteriormente, deu o salto para Itália, Brasil e México, mercados nos quais se consolidou. Nos últimos dois anos, integrou-se no novo grupo proprietário, com os seus cofundadores na liderança. "Saímos tranquilos com os resultados obtidos e sabendo que as equipas que Fabio Bonfà agora dirige são perfeitamente capazes de continuar com o desenvolvimento da empresa", garantiram Carne e Villanueva.

Fabio Bonfà será, doravante, o novo diretor executivo da Privalia. Bonfà irá incorporar o Conselho de Administração da Vente Privée e estará sob a supervisão de Charles-Hubert de Chaudenay, diretor executivo do grupo. Na sua nova posição, Bonfà irá gerir o crescimento da plataforma na Espanha, no Brasil, em Itália e no México e ajudará na criação de projetos para expandir o negócio da empresa na Europa.

De origem brasileira e com experiência no setor do e-commerce, Bonfá assumiu, em 2012, as rédeas da Privalia no Brasil e, em 2017, foi nomeado diretor do grupo, tanto da Privalia como da Vente Privée, para Itália.

A Vente Privée, que atualmente opera em 14 mercados, conta, como grupo, com uma força de trabalho de 6 mil trabalhadores e faturou em 2017 um volume de vendas de 3.300 milhões de euros.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - DiversosNomeações
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER