×
879
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Francesa Monoprix recebe coleções têxteis e de moda casa bem brasileiras

Publicado em
today 27 de mai de 2014
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

A partir desta terça-feira 27 de maio, a rede francesa Monoprix celebra a cultura e a arte brasileiras. A marca deu carta branca a cinco artistas brasileiras para a criação de coleções têxteis e de moda casa. Elas são mulheres, que, inspiradas em suas regiões (São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia), prepararam coleções repletas de cores, para representar a sua visão do Brasil e a sua cultura.

Ana Luisa Laranjeira e Sylvia Calazans assinam uma bolsa bem colorida com estampas de cacau.


Com isso, para representar São Paulo, a Monoprix recorreu a Isabelle Tuchband. Filha dos artistas franceses e pintores Emile e Marlene Tuchband, ela passou a sua infância em São Paulo e sempre imaginou o mundo através das cores da arte.

Por isso, para a sua colaboração com a marca francesa, a artista levou naturalmente as suas pinturas de retratos de mulheres para uma coleção de moda. Desta transposição saíram vestidos de algodão infantis e adultos, um lenço de seda (100x100), mas também camisetas regatas.

Já a artista plástica Rita Lessa foi escolhida para representar o seu Estado de origem, Minas Gerais. A artista, cujas obras estão hoje dentre as maiores coleções do Brasil, preparou uma coleção que gira entorno do café da manhã.

Para a ocasião, ela preferiu valorizar a riqueza agrícola da sua região, apresentando pratos, panos de prato, cestas de pães, assim como jogos americanos embelezados com frutas: bananas, melancias, kiwi.

A marca francesa Monoprix coloca em evidência a “chita”, um tecido estampado tipicamente brasileiro.


Por sua vez, a estilista Isabela Capeto, formada pela Academia Della Moda em Florença, foi escolhida para partilhar a sua visão do Rio de Janeiro, onde fundou o seu próprio estúdio.

Para a Monoprix, a estilista preparou uma coleção têxtil infantil, sandálias e uma linha de papelaria. Esta coleção colorida, com um toque de simplicidade, é a imagem das suas criações habituais: românticas e urbanas.

Enfim, Ana Luisa Laranjeira e Sylvia Calazans, duas pintoras, entregaram a sua interpretação da Bahia. As duas artistas, que fundaram a “Bela Estampa” para promover as suas obras em telas de algodão, prepararam para a Monoprix uma coleção-cápsula florida, com estampas de cacau.

Para começar, Ana Luisa e Sylvia apresentam uma coleção repleta de desenhos coloridos: bolsas, almofadas, assim como uma esteira de praia.

Por outro lado, além das coleções preparadas por personalidades brasileiras, a Monoprix oferece uma linha que coloca a “chita” em evidência, um tipo de tecido estampado tipicamente brasileiro.

Com este tecido icônico do Brasil, a Monoprix aproveitou o evento para preparar uma coleção-cápsula específica e original voltada somente à moda casa. Por isso, o tecido torna-se tão importante e se faz presente em diversas peças, de pequenos móveis até utensílios de cozinha.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.