×
Publicado em
9 de mai de 2012
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Força na Peruca!

Publicado em
9 de mai de 2012

Uma situação trágica encarada com muito bom humor e um final feliz é o que o leitor irá encontrar no livro da publicitária Mirela Janotti, que aos 39 anos enfrentou um câncer de mama logo após ter se separado e perdido o emprego. No entanto Mirela que obviamente sentiu medo, dores, angustia e revolta entendeu que tudo o que é levado com bom humor e leveza, tem mais chances de dar bons resultados e assim conduziu naturalmente sua vida após o diagnóstico.


Tragédias & Comédias da doença - Foto: Divulgação

“Quando fiquei careca, me pus a chorar. Minha filha, com 11 anos na época, disse-me: ‘Pare de chorar! Senão, além de careca, você ficará com os olhos inchados!’. Acho que é por aí. Não vamos reclamar muito da vida senão a coisa piora”, afirma a autora e completa: “O Força na Peruca interessa mais a pacientes com câncer, amigos e familiares, porém, o leitor não precisa ter tido câncer para se identificar com uma história de superação e amor à vida. Acho que é um livro legal para todo mundo ler!”.

Cheio de casos pitorescos, Mirela conta como foi possível sair com amigos, dançar, viajar, se divertir e ser feliz, durante o tratamento, mesmo em meio às cirurgias, seções de rádio e quimioterapia, algumas dificuldades físicas, e à procura de um novo emprego.

“O tratamento hoje tem aliados importantes como novas medicações que controlam melhor as reações adversas. Não é preciso esperar o tratamento terminar para voltar a viver. Quanto mais cedo retomamos nossas atividades normais, principalmente as mais prazerosas, mais cedo estaremos recuperados. Se não dá pra ir à praia, vamos ao cinema. E vamos de comédia, por favor, com direito a pipoca amanteigada. Faz mal ao coração? Dane-se o coração”.

Em um capítulo, dedicado só para o fato, Mirela narra a série de acontecimentos cômicos que viveu na noite em que conheceu o homem que virou sua paixão e o amor que dura até hoje.

“Encontrar um homem que não se importou em estar com uma mulher careca, desprovida de cílios, sobrancelha e ainda recém operada, com um peitinho meio esquisitinho, foi fundamental na minha recuperação. Percebi que eu era muito mais do que um par de peitos e um cabelão loiro. O amor que sentimos um pelo outro trouxe alegria e vontade de viver. A doença se afastou e percebeu que ali, naquela história, não tinha mais espaço para ela”.

O livro e recheado de dicas como por exemplo: onde encontrar perucas, (apesar de dizer que os lenços são muito melhores, pois não esquentam e não caem da cabeça), como driblar as dores e reações em diferentes estágios, quais os direitos legais que um paciente tem e em que impostos pode ter isenções... mas quando a autora é questionada sobre qual é a dica mais preciosa para quem está passando por uma situação como a que passou, ela responde:

“Ame-se acima de todas as coisas. Você não é menos mulher do que as outras porque está careca ou sem peito. Suba no salto, capriche no perfume, na maquiagem e sorria. Você está viva e está tendo uma nova chance de ser feliz. Ocupe seu tempo e sua cabeça com algo que lhe dê prazer. Confie em Deus, na medicina e Força na Peruca!”.

Mirela ainda completa: “Fiz um trato com Deus. Ele me deixa mais um bom tempo por aqui e eu abraço a causa do câncer de forma a ajudá-lo. Me ofereço para ser um instrumento de fé. Seja conversando com alguém que acabou de receber o diagnóstico, seja para mostrar minha cara e dizer: “Superei isso que você está passando, portanto você também será capaz!”.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.