×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de set. de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

FHCM inaugura Semana da Moda de Paris com ferramenta de eco-design que avaliará o seu impacto

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de set. de 2021

fashion week de Paris começou oficialmente na terça-feira (28) com uma coletiva de imprensa (física e digital) organizada no Palais de Tokyo pela Fédération de la Haute Couture et de la Mode (FHCM) para apresentar Sphere, o seu programa de iniciativas para marca emergentes. Mas, acima de tudo, foi uma oportunidade para o presidente executivo Pascal Morand falar sobre os muitos projetos paralelos estabelecidos pela federação. Em particular, o lançamento de uma ferramenta de eco-design para medir o impacto da semana da moda.


Pascal Morand durante a conferência de imprensa - DR


Iniciado em setembro de 2019, o projeto concretizou-se graças ao apoio da plataforma DEFI em parceria com a consultora britânica PwC e é direcionado às marcas que são membros da FHCM. Desenvolvido em 2020 e testado no início do ano, este instrumento, que Pascal Morand qualificou como "inédito no mundo", será utilizado pela primeira vez nesta fashion week. “Esta é uma ferramenta interessante, porque raramente falamos sobre o impacto em termos de RSC no setor dos eventos. Ali, teremos uma visão geral, dos efeitos do CO2 a tudo o que é economia circular.”
 
Esta ferramenta tem em consideração cerca de 120 indicadores-chave de desempenho das marcas, envolvendo todas as partes interessadas: marcas de moda, agências de produção, agências de imprensa e comunicação, agências de modelos, principais locais de eventos parisienses e ainda instituições. Os resultados desta primeira análise serão publicados em novembro e a federação se diz  pronta "para compartilhar esta ferramenta com as semanas da moda que o desejarem".

Em relação aos jovens criadores, o presidente executivo reafirmou o compromisso da FHCM através do showroom e do dispositivo Sphere, operado pela plataforma DEFI, com o apoio de diversos parceiros, como a L'Oréal Paris. “No total, estamos acompanhando 80 marcas promissoras, 60 das quais muito ativamente. São marcas com sede em Paris, mas também marcas francesas estabelecidas no exterior com o objetivo de atrair Paris.”
 
Morand recordou que o fundo de apoio à “Iniciativa Marcas Emergentes” arrecadou 500 mil euros, que foram distribuídos por jovens marcas apoiadas pela federação em função dos projetos apresentados, permitindo-lhes se beneficiar de um acompanhamento em termos de expertise comercial, logística, business, etc.
 
A semana da moda parisiense recebe nesta temporada 97 maisons, o mesmo número que em 2019, com 37 desfiles e 40 apresentações, 80% dos quais em formato físico, enquanto todo o evento pode ser acompanhado online. O dispositivo digital conta com o apoio da Tencent, YouTube, Instagram, TikTok, Canal +, CNN, Asahi Shimbun e Kommersant. Além disso, foram realizadas duas ativações dedicadas no TikTok e no Instagram.
 
Destacando que a plataforma criada pelo FHCM “continua se desenvolvendo",  Pascal Morand afirma: “Entramos plenamente no século 21. Não é o digital que complementa o físico, mas agora é o físico que completa o digital.”

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.